Pravda.ru

Notícias » Negόcios


Zapatistas solidarizam-se com a resistência yaqui

27.10.2016 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Zapatistas solidarizam-se com a resistência yaqui. 25343.jpeg

No passado dia 21 de Outubro o povo yaqui de Loma de Bácum bloqueou uma via de acesso ao seu território em protesto pela construção de um gasoduto nas suas terras, as autoridades mexicanas reagiram com violência e do confronto resultaram um morto, oito feridos e 13 viaturas incendiadas. O Exército Zapatista de Libertação Nacional e o Congresso Nacional Indígena distribuíram no dia 25 um comunicado solidarizando-se com o povo yaqui, tribo ameríndia cujo território se encontra disperso entre vários Estados do México e dos Estados Unidos da América, o qual reproduzimos na integra.

Flávio Gonçalves

"COMUNICADO CONJUNTO DO CNI E DO EZLN EM APOIO À DIGNA RESISTÊNCIA DA TRIBO YAQUI

Outubro de 2016

À TRIBO YAQUI,

AOS POVOS E GOVERNOS DO MUNDO,

Nós, os povos originais que constituem o Congresso Nacional Indígena e as comunidades zapatistas, enviamos os nossos votos mais sinceros e solidários à Tribo Yaqui, ao seu governo tradicional e às suas tropas, expressando que estamos convosco nestes momentos difíceis, após os confrontos decorridos no passado dia 21 de Outubro em Loma de Bácum. 

Repudiamos os confrontos e a discórdia que os maus governos, e os seus capatazes das empresas nacionais e estrangeiras, promovem e semeiam nas comunidades, com a ambição de ficarem com o gás, a água e os minerais do território Yaqui, propósito para o qual os poderosos fomentam a divisão como ferramenta para impor a morte e a destruição sobre os nossos territórios, pois para eles nada significamos além de mais poder e de mais dinheiro.

Como povos, nações e tribos do Congresso Nacional Indígena, bem como povos zapatistas, saudamos a defesa do território da tribo yaqui, apelamos à união perante um inimigo que é um só e que tenta retirar-nos tudo o que temos como povo, tudo o que torna possível a nossa organização colectiva, a nossa história, a nossa língua e a nossa vida.

Nas várias geografias da resistência dos povos originais deste país, os maus governos utilizam o nosso próprio povo para disseminar a violência entre irmãos, a qual lhes garante a imposição de letais projectos de extracção, de reformas estruturais, da destruição da organização comunitária e o surgimento do terror entre os que lutam. Para aqueles que combatem, em contraste com os capitalistas, a vida e o futuro dos povos são tudo.

Apelamos à sociedade civil nacional e internacional, aos povos originais, à Sexta nacional e internacional e aos órgãos de comunicação social independente, que estejam atentos e exijam o respeito que merecem os povos indígenas na sua organização autónoma e na sua livre determinação.

Outubro de 2016

 

Pela Reconstituição Integral dos Nossos Povos

 

Nunca Mais um México Sem Nós

 

Congresso Nacional Indígena

 

Exército Zapatista de Libertação Nacional"

 

 
3727
Loading. Please wait...

Fotos popular