Pravda.ru

Notícias » Negόcios


Adrián Gechelín – o cordobês argentino diretor da Expotextil Peru 2009 e Expoplast peru 2010

25.10.2009 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Pages: 12
Adrián Gechelín – o cordobês argentino diretor da Expotextil Peru 2009 e Expoplast peru 2010

Ganhar uma espaço nos negócios do próprio país não é simples mas fica extremamente difícil se posicionar bem fora a divisa da terrinha. Vindo de Córdoba, o senhor Adrián Gechelín criou as feiras EXPOTEXTIL PERU, EXPOPLAST PERU e GRAFINCA ficando no aguardo do JORNAL PRAVDA nos três eventos. Os estandes por eles oferecidos são nossos, o prazer em fazer parte dessa parceria com ele também!!!

PRAVDA : Faz quanto anos no Peru e de jeito específico neste negócio das Feiras têxteis e dos plásticos e embalagens?

GECHELÍN : Tudo deu início faz mais de dez anos, sendo que comecei montando guias monotemáticas, com PERU GRÁFICO, que trata-se de um catálogo da indústria gráfica e da publicidade com mais de 12 anos no mercado. Logo vieram as guias dos plásticos e agora a têxtil. Em paralelo criaram-se feiras de negócios, só que os destaques são sem dúvida, GRAFINCA, EXPOTEXTIL PERU (moda e indústria têxtil) e EXPOPLAST PERU.

P : Porque escolheu o Peru como destino tendo Buenos Aires apenas 900 quilômetros da Córdoba?

GECHELÍN : Foi só por acaso. Acabei saindo de Córdoba com o objetivo de morar na América Central mas tudo foi acontecendo para que eu ficasse em Lima e desde 1983 ancorei cá. O início foi muito difícil, mas a acolhida deste país foi ótima e consegui me adaptar muito rápido. Com tempo, esforço, cabeça e respeito pelo cliente, os resultados começaram chegar. Fora isso, acredito que não tivesse conseguido ter ficado em Buenos Aires. Não consigo ficar lá por muito tempo, nem sei a causa, mas talvez a população andando sempre muito rápido e essa falta de contato pessoal para montar negócios.

P : Quanto ao assunto feiras de negócios, no segmento têxtil o Peru tem como progredir? Uma feira é a principal plataforma para isso?

GECHELÍN : Já tinha dito no início, o azar faz parte deste assunto. Sempre ficamos de olho nos negócios. O evoluir do Peru foi extremamente importante para o progredir das feiras, que hoje tornou-se uma necessidade para o mercado, pois em apenas quatro dias monta-se um palco maravilhoso para gerar bons negócios.

P : No caso da EXPOTEXTIL PERU, você montou aliança com uma parceira peruana, não é? Acha fundamental uma parceria com pessoal sério do país sede do evento?

GECHELÍN : A parceria na feira EXPOTEXTIL PERU com a Luisa Mesones acabou acontecendo sem sequer percebê-lo. Sinto-me muito forte nos segmentos das indústrias gráficas e de plásticos mas nesse têxtil, nem tanto. A Luisa é uma pessoa que conhece deste assunto, é esperta e tanto na área de vendas sendo muito criteriosa na organização de eventos. Os dois concordamos que juntando nossa força comercial poderíamos fazer evoluir esta feira e os resultados esclarecem qualquer dúvida.

P : O sucesso do evento quanto á visitação e expositores dos países da Cordilheira dos Andes Norte e da América Central é confirmado. Quanto tem a ver as ótimas conexões aéreas até o Aeroporto Internacional Jorge Chávez?

GECHELÍN : A localização geográfica do Peru é fundamental. Trata-se de um pais de trânsito e agora o crescimento em Latino-América posicionam-no em um lugarzinho estratégico quanto tem a ver com investimentos.

P : Quanto é importante para você ter montado esta parceria com o JORNAL PRAVDA LUSÓFONO?

GECHELÍN : As parcerias são sempre importantes e bem-vindas pois da para alcançar os alvos sem fazer aquele grande esforço. De jeito especifico do JORNAL PRAVDA, abre as portas em um mercado muito difícil de entrar por uma outra via. Gratos pela confiança de vocês e ficamos nos aguado de bons resultados para todos nós no futuro.

P : Como se faz a divulgação dos teus eventos nesses países do Atlântico? Montar boas parcerias, aprimorar o tempo, barateia o investimento e atinge os alvos de jeito mais rápido?

GECHELÍN : As parcerias acontecem com o decorrer do tempo, na hora que a feira acaba-se tornando um produto de confiança. Por enquanto, a feira GRAFINCA está completando 10 edições, a EXPOPLAST PERU, quatro e a EXPOTEXTIL PERU três. Aliás temos outros feiras nacionais com volume de negócios publicitários e guias setoriais. Assim que o Diretor de um evento visita um outro país com este CV que nós temos, as portas abrem-se sem problemas.

P : Argentino também gosta de futebol. Nasceu em Córdoba, torcedor do time Talleres, Instituto ou Belgrano dessa cidade? No Peru torce pelo Universitario, Alianza ou Sporting Cristal?

GECHELÍN : Em Córdoba, torço pelo Talleres fora que nosso presente não é muito bom, parecemos mesmo um circo itinerante pois vamos de um lugar para ou outro do país e tudo mundo da risada pela nossa tarefa em campo. No Peru, gosto do Alianza Lima.

P : As sedes dos seus eventos acontecem sempre no Jockey Plaza, o motivo dessa escolha?

 
Pages: 12
7893
Loading. Please wait...

Fotos popular