Pravda.ru

Notícias » Negόcios


FARC-EP ordenam a suas unidades cessarem atividades ofensivas a partir de 20 de julho

23.07.2015 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
FARC-EP ordenam a suas unidades cessarem atividades ofensivas a partir de 20 de julho. 22601.jpeg

Comunicado Cessar-fogo unilateral

As FARC-EP comunicamos a todos os nossos Blocos, e a todas as nossas Frentes, Colunas, companhias e demais estruturas político-militares, assim como às milícias bolivarianas e populares subordinadas, que a partir da 00:00 hora do 20 de julho próximo rege a ordem de cessar toda ação de caráter ofensivo contra as forças armadas do Estado e da infraestrutura pública e privada.

A mencionada ordem obedece ao chamado dos países garantidores, Cuba e Noruega, e acompanhantes, Venezuela e Chile, das conversações de paz que se adiantam em Havana, e da avalanche de petições públicas, cartas e mensagens de redes sociais dirigidas a nossa Delegação de Paz por parte de incontáveis personalidades e organizações sociais e políticas, igrejas, juntas de ação comunal e movimentos populares em seu conjunto, pelo que constitui um sério compromisso de nossa organização, de cujo cumprimento estrito somos responsáveis cada um dos mandos e integrantes das FARC-EP.

Esta medida prática, de caráter humanitário, constitui um novo gesto de nossa parte no propósito de pactuar com o governo nacional fórmulas cada vez mais efetivas de desescalada do conflito. Confiamos, portanto, em que seja estimada e valorizada em toda sua dimensão, a fim de que não voltem a se repetir fatos lamentáveis que só fazem dano aos propósitos de paz e reconciliação. Nenhuma unidade das FARC-EP está obrigada a se deixar golpear por forças inimigas e terá todo o direito ao exercício de sua legítima defesa em caso de ataque.

Convocamos ao conjunto de personalidades, instituições, movimentos políticos, forças sociais e populares que elevaram este verdadeiro clamor nacional a participarem de maneira ativa na defesa desta nova esperança que acendemos hoje no território colombiano. Ninguém pode arrancar dos colombianos seu direito a viver em paz, pelo que se torna urgente bloquear o espaço aos setores que clamam pela guerra, por soluções cruentas, repressão e perseguição ao movimento popular e a seus dirigentes.

A Frente Ampla pela Paz, o Processo Constituinte, as igrejas e demais organizações e forças interessadas na vedoria deste cessar-fogo contam com toda nossa confiança e colaboração. Consideramos que o governo nacional deve cercar de plenas garantias o exercício desta função patriótica, e ao mesmo tempo avançar com maior convencimento para uma verdadeira concórdia nacional, fundada na proscrição definitiva da violência, lado a lado com a justiça social, a democracia e a soberania.

 

SECRETARIADO NACIONAL DAS FARC-EP

La Habana, 19 de julho de 2015.


-- 

Equipe ANNCOL - Brasil

anncol.br@gmail.com

http://anncol-brasil.blogspot.com

 

 
3522
Loading. Please wait...

Fotos popular