Pravda.ru

Notícias » Negόcios


Brigada cubana contra ebola ratifica solidariedade com a África

17.09.2014 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Brigada cubana contra ebola ratifica solidariedade com a África. 20880.jpeg

Genebra, (Prensa Latina) A decisão anunciada nesta semana por Cuba de enviar uma brigada à África para o combate ao ebola é continuação da solidariedade oferecida a numerosos países do mundo durante 55 anos de Revolução. Assim expressou à Prensa Latina o ministro cubano de Saúde Pública, Roberto Morales, que realizou uma visita de trabalho a Genebra para dar resposta à solicitação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do secretário geral da ONU, Ban Ki-moon, de contribuir no enfrentamento à febre hemorrágica.

A nação caribenha enviará à África 165 colaboradores, dos quais 62 são médicos e 103 enfermeiros, que possuem mais de 15 anos de experiência profissional e têm trabalhado em países afetados por desastres naturais e saúde.Esta equipe está integrada por especialistas em epidemiologia, terapia intensiva, infectologia e atenção primária, bem como licenciados em enfermaria e em promoção da saúde.A brigada trabalhará em Serra Leoa, um país onde já há um grupo de 23 colaboradores.

Sem lugar a dúvidas, a participação neste esforço de luta contra o ebola não é um fato isolado, mas a a continuidade do que temos feito desde o próprio triunfo da Revolução, recordou o titular de Saúde.Morales precisou que no caso concreto da África, neste momento há mais de quatro mil cooperantes em 32 países, dos quais 2.200 mil são médicos.

Duas dessas nações estão afetadas pela epidemia, mas nos demais Cuba continuará preparando os colaboradores para que, junto aos governos e autoridades de Saúde, adotem medidas para evitar a expansão do ebola. Em suas declarações a esta agência, o ministro destacou o reconhecimento da diretora geral da OMS, Margaret Chan, a Cuba por ser o primeiro país a responder com essa magnitude ao chamado para participar no esforço global contra o vírus do Ebola.

Chan declarou que se trata da maior resposta de um Estado recebida ante esta emergência."Para uma nação tão pequena, a quantidade de médicos e enfermeiras que estão enviando, bem como a rapidez com que responderam, é realmente maravilhoso", afirmou Chan.

A diretora da OMS agradeceu a generosidade do governo cubano e dos profissionais que ajudarão a conter o pior surto de febre hemorrágica da história.Na ONU, seu secretário geral, Ban Ki-moon, também aplaudiu a decisão de Cuba de enviar 165 profissionais à África e animou a outros governos a fazer o mesmo.Esta é a epidemia mais complexa de ebola que se conhece até hoje, com 4.784 mil casos registrados e mais de 2.400 mil vítimas fatais, segundo dados atualizados pelo organismo internacional.Tanto Cuba, como a OMS, fizeram aqui nesta semana um chamado à comunidade internacional a se somar no esforço global para evitar a expansão do vírus.


http://www.patrialatina.com.br/editorias.php?idprog=0a7ff96e4fa7c92a13ccab013d580930&cod=14343

 
3554
Loading. Please wait...

Fotos popular