Pravda.ru

Notícias » Negόcios


Novo aeroporto de Carrasco de Montevidéu vai decolar

17.09.2009 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Mantenha o cinto afivelado – o novo aeroporto de Carrasco de Montevidéu vai decolar

O Novo Aeroporto Internacional de Carrasco – Aviador Carlos A. Berizzo – de Montevidéu – Uruguai, vai decolar rumo ao primeiro mundo na segunda 05 de Outubro de 2009 ficando no aguardo até dos Boeing 747-400.

Quase um mês antes da estréia das novas pistas do Novo Aeroporto Internacional de Carrasco, o «idoso» quase do lado vai ficar apenas como testemunha das decolagens e os pousos feitos pelos aviões a cada dia mais modernos. Esse grande Aeroporto do passado que vai ter «validade» até domingo 04 de Outubro próximo foi «lançado» sem aquele MKT todo de hoje no início de Abril de 1943 na hora que o Presidente da República era o Dr. Juan José de Amézaga. Andando pela relva que logo foi substituída pelo cimento, o Presidente uruguaio da época percorreu tudo tendo como guias aos Ministros de Obras Públicas, Dom Tomás Berreta e de Guerra, Arquiteto militar General Alfredo R. Campos quem foi responsável de múltiplos prédios famosos que ainda hoje erguem-se nas ruas uruguaias como a Escola Militar e Naval da Avenida Garibaldi de Montevidéu que 25 de Agosto retrasado comemorou um século do ato de assentamento da pedra fundamental na hora que o Arquiteto General Campos ainda era Capitão.

Ligando as nossas lembranças da criancice da para imaginar o Tio Bebe dirigindo alguns dos Volkswagen alemães da gema - modelo Fusca dos decênios de 1960 ou logo as Citroën Ami 8 cinza ou laranja que ele adorava e nos fins de semana focava inúmeras oportunidades rumo ao Aeroporto indo a passeio de lazer e «fazendo pouso» no Terraço daquele Aeroporto que debruçava na própria pista para ficar algumas horas no aguardo dos pássaros de aço. Privilégios que só uma cidadezinha poderia nós oferecer e que após o 11 de Setembro de 2001 pelo assunto «segurança» mais ninguém poderia sequer imaginar.

A vida continua, o mundo «progride» e o Novo Aeroporto de Carrasco absorve a tecnologia de vanguarda do Século XXI tornando o Uruguai no mínimo neste segmento país do primeiro mundo pela «parceria» montada pelo governo uruguaio com a Corporação América sob Presidência do Senhor Eduardo Eurnekian com ampla experiência neste tipo de projetos de sucesso na Argentina e no Equador.

Foram três anos de trabalho com investimento de 165 milhões de dólares para concretizar uma grande obra sob projeto do famoso arquiteto uruguaio Rafael Vignoli que vai inaugurar-se daqui a poucos dias.

Nessa solenidade que vai acontecer o dia 05 de Outubro próximo, o Presidente da República, oncologista Tabaré Vázquez Rosas vai ser o maior destaque quanto tem a ver com convidados mas também confirmaram sua participação o Ministro de Transporte e Obras Públicas, Senhor Víctor Rossi, o Ministro da Defesa, senhor José Bayardi, além de outras autoridades do governo uruguaio.

Passarela vermelha e coquetel para os convidados, pavimentação asfáltica novinha em folha e segurança para os aviões porém para os passageiros.

Quanto tem a ver com o desenho de liderança do projeto, o teto estilo espacial apresenta uma triple curvatura que se expande no comprimento todo do edifício no decorrer de 400 metros, ultrapassando os limites dele e se pousando no soalho. A estrutura interior sustenta-se em um sistema articulado de elementos sustentáveis que acompanham o contorno do edifício e além disso sustenta a fachada vidrada. Esta cobertura possui uma largura máxima acima dos 130 metros e no interior hospeda espaço destinado ás partidas, hall de check-in e terraço mirador. A superfície total é de 40 mil m².

O desenho arquitetônico procurou sempre a geração de grandes transparências e sentimento de conforto e amplitude nos espaços públicos. Tentando conseguir esta característica, a parte mais alta do edifício dispõe de uma extensa e envolvente vidrada com declínio de uns 8 mil m², conseguindo desse jeito assim aprimorar o uso da iluminação natural e oferecendo campo visual aberto da plataforma e do prédio em si próprio. Fora isso, os espaços públicos de partidas e chegadas e o terraço interior foram desenhados em dupla e triple altura, com estrutura de cachoeira e conectados com quatro escadas mecânicas e elevadores. O objetivo do terraço mirador foi que o passageiro conseguisse descontrair em um ambiente de extrema tranqüilidade.

O novo edifício ficou paralelo á pista principal (06-24) que foi aprimorada, alcançando alongamento de 3.200 metros de comprimento seduzindo até aviões intercontinentais que daqui para frente poderão fazer pouso e decolar nessa passarela de cimento «requintada». Por enquanto, além do novo terminal, acabou se construindo uma plataforma para que os aviões consigam realizar o embarque e desembarque a través dos quatro túneis telescópicos que foram instalados em conexão direta com o edifício, todas com capacidade de atender um «aviãozinho» como o CRJ-900 até um Boeing 747-400.

Um dos indicadores que marcam o volume de negócios dos países são os Aeroportos, os vôos internacionais que recebem e as freqüências, Uruguai está mudando querendo garantir esse carimbo de «pequeno-grande» país. Primeiro foi o Aeroporto Aviador Carlos A. Curbelo (Lagoa do Sauce) que atende muitos vôos vindos do Brasil pois fica apenas 20 km de Punta del Este e agora esta jóia arquitetônica que pertinho do centro da capital uruguaia e vizinha do futuro Centro de Convenções que acabou de licitar-se, procuram burilar a imagem de um país que desde faz quase um século tinha como maior Embaixador o futebol e agora joga no lixo o uniforme esportivo e aluga fraque de empresário.

Os espaços de embarque e desembarque neste novo Aeroporto vão ser absolutamente independentes, negócio que não acontecia até agora no Terminal que daqui a pouco vai ser o Antigo. Porém não haverão «batidas», nem abraços ou cumprimentos dos passageiros prestes a embarcar com aqueles que acabaram de voltar na cidade. Resumindo, o novo Aeroporto vai tentar mudar o cabeçalho de «cidadezinha» virando para «grande cidade» no mínimo quanto tem a ver com termos de logística

O novo edifício ocupa uma superfície que ultrapassa os 45 mil m², tendo ganho oito portões de embarque, quatro desses com Túneis Telescópicos O Terminal reflete morfologia lineal que é a mais apta para o volume e tipo de tráfego do Aeroporto de Carrasco. Sempre de olho no futuro, o desenho do Aeroporto foi feito tentando que caso precisar, possa continuar se expandindo sem maiores alterações.

Se levarmos em consideração a transportação das bagagens dentro do Aeroporto, foi fornecido um sistema para partidas com esteiras automatizadas que levaram as bagagens do avião desde a área de check-in até o pátio de bagagens na saída. Desde a saída do avião as bagagens vão «viajar» até a sobreloja técnica, lugar aonde vão ser checadas por sistemas de segurança que incluem Raios-X em forma automatizada.

Quanto aos sistemas de bagagens na área de chegada, o Novo Terminal vai ter três esteiras para reclamação de bagagens, tendo uma específica com carrossel duplo para vôos de grande porte.

O ingresso no Aeroporto vai ocorre pela Rodovia Nacional 101. A nova obra vai garantir o fluxo independente daqueles que aproximam ou afastam-se do Aeroporto sem condições de obstruir o trânsito. O complexo vai ter três setores. Um óvalo central contornando o grande estacionamento público com vagas para 1.200 carros que é o triplo da lotação do outro Terminal e duas faixas laterais de acesso restrito, com controle de segurança que conduzem ás áreas técnicas e serviços.

Carros dos funcionários, de aluguel e taxis vão ter seu espaço próprio dentro desse grande óvalo. Embora, a faixa Leste vai se destinar para o acesso envolvido com serviço mecânico e manutenção sendo que a Oeste, serviços em geral e fornecedores.

Essas ruas que encaminham os passageiros dentro ou fora do Aeroporto vão ter destino no Térreo no caso daqueles que acabaram de fazer pouso e um andar mais alto para as decolagens.

O Novo Aeroporto de Carrasco vai ter condições de receber um fluxo 150% acima do atual que em 2008 alcançou 1.236.000 pessoas, podendo aumentar para 3 milhões. Quer dizer que na hora que o Novo Edifício estiver operando vai oferecer um serviço padrão IATA «A», tendo a possibilidade de operar com qualidade maior ou no mínimo igual «C» até a concessão em 2023 acabar.

Ter aproveitado os espaços existentes para o desenvolvimento do Novo Terminal fez com que nada estranho acontecesse com o meio ambiente e o impacto acústico.

O PRAVDA agradece o apoio da Senhora Ana Paula Martínez – Responsável pela Imprensa e Comunicações do Novo Aeroporto de Carrasco.

Confira agora o site do Aeroporto Internacional de Carrasco – www.aic.com.uy e do próprio projeto ainda em desenvolvimento fto://fto.aic.com.uy

Correspondente PRAVDA.ru

Gustavo Espiñeira

Montevidéu – Uruguai

 
9125
Loading. Please wait...

Fotos popular