Pravda.ru

Notícias » Negόcios


Síria denuncia na ONU ataque terrorista contra cristãos em Maalula

06.12.2013 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Síria denuncia na ONU ataque terrorista contra cristãos em Maalula. 19348.jpeg

Carta do Ministério das Relações Exteriores da Síria ao Secretário Geral das Nações Unidas e ao Presidente do Conselho de Segurança da ONU sobre o ataque terrorista a Maalula.

Fonte: dampress.net

O Ministério das Relações Exteriores e Expatriados da Síria enviou duas cartas de igual teor ao Presidente do Conselho de Segurança e ao Secretário Geral da ONU sobre o ataque perpetrado pelos grupos terroristas takfiristas, na manhã de ontem, contra a cidade de Maalula, localizada na zona rural de Damasco, e seus atos de destruição contra as igrejas e residências de civis.

Nestas duas cartas, assim como em muitas outras cartas enviadas anteriormente, o Ministério esclareceu que a Síria tem sido alvo de uma guerra bárbara promovida pelas quadrilhas takfiristas extremistas, que tem como objetivo atingir seu presente, seu futuro e seu legado civilizatório e histórico, além de minar o convívio comum entre seus cidadãos, atingindo, desta forma, os pilares de amor e paz nos quais se baseou a vida na Síria nos últimos anos e décadas.

O Ministério acrescentou que os grupos terroristas takfiristas atacaram a cidade histórica de Maalula, nos arredores de Damasco, que é a única cidade do mundo onde seus moradores ainda falam o idioma de Jesus Cristo, perpetrando ações de destruição que atingiram suas igrejas e casas e invadiram o Convento de Mar Takla, tomando como reféns a madre superiora Plagia Sayaf e um número de freiras que atuavam no convento e no orfanato adjacente, que abriga muitas crianças órfãs. Estes grupos cometeram atos de terror e promoveram matanças contra os moradores da área e dos arredores.

O Ministério salientou que, como prova do desrespeito às mais diferentes religiões e crenças, estes grupos terroristas, que tem ligação com a organização terrorista Al Qaeda e convergem com ela em suas ideologias, valores e símbolos religiosos, lançaram, em 30/11/2013, um ataque com morteiros à mesquita de Omíadas, localizada na parte antiga da capital Damasco, matando quatro pessoas, dentre os quais uma criança e uma mulher, e ferindo outras vinte e seis pessoas, além de destruir vários santuários e túmulos religiosos na cidade de Aleppo.

O Ministério esclareceu que expos todos estes fatos para exigir do Conselho de Segurança uma condenação veemente aos atos terroristas e um chamado à comunidade internacional para assumir a sua responsabilidade de exercer pressões sobre os países que apoiam estes grupos terroristas takfiristas, para que parem de dar suporte e meios financeiros e logísticos à eles.

O Ministério das Relações Exteriores e Expatriados finalizou sua carta dizendo que o fracasso do Conselho de Segurança em dar um basta aos ataques terroristas que tem como alvo os cidadãos e os templos muçulmanos e cristãos na Síria, coloca a credibilidade do conselho de Segurança em jogo. Ao mesmo tempo, convoca a comunidade internacional para que una seus esforços para combater o terrorismo e punir a todos que o apoiam.

 

Tradução: Jihan Arar

 

 
3738
Loading. Please wait...

Fotos popular