Pravda.ru

Mundo

2006 – O Ano Revisto

30.12.2006
 
Pages: 12

Em Cape Town, África do Sul, foi realizado o 16º Fórum Económico Mundial.

Julho

Helicópteros militares israelitas atacam o escritório do Primeiro-ministro palestiniano, Ismail Haniyeh – um acto de terrorismo de estado. Depois de vários ultrajes, a U.E. avisou Israel contra o uso de força desmedida em Gaza. Dias depois, Israel destruiu o edifício do MNE palestiniano em Gaza.

A guerra no Líbano começou depois da captura de 2 soldados israelitas em território libanês, mas não nos mapas israelitas (mais 3 foram mortos na acção e depois, outros 5 iniciando o conflito). No Líbano, houve o massacre de 4 observadores da ONU por Israel depois de 10 (dez) telefonemas avisando os militares onde estavam e que estavam em perigo.

Um ano depois da iniciativa de Gleneagles, Bono disse que a comunidade internacional não estava a honrar seus compromissos para com os países em desenvolvimento. Fradique de Meneses foi re-eleito Presidente de São Tomé e Príncipe, o Governo angolano e a FLEC de Cabinda assinaram um acordo de paz.

Entre 15 e 17, foi a Cimeira dos líderes dos G8 em São Petersburgo, onde discutiram a questão de segurança energética, educação e a luta contra doenças infeccionas e contagiosas.

No Iraque, quatro soldados norte-americanos acusados de assassinaram civis disseram que tinham recebido ordens de superiores para matar todos os homens de idade militar. Liberdade e democracia, ganhando corações e mentes através de tácticas de choque e pavor.

No dia 31, Fidel Castro abandonou temporariamente o poder executivo por questões de saúde. Seu irmão Raul o substituiu.

Agosto

General John Abizaid (EUA) referiu a uma guerra civil no Iraque. Militares norte-americanos foram julgados por violar uma menina de 14 anos e depois chacinar toda a sua família para destruir as provas.

Na Ucrânia, Viktor Yanukovich foi nomeado Primeiro-ministro. Onde está a revolução laranja agora??

Depois do cessar-fogo marcando o fim de um mês de violência no Líbano, Amnistia Internacional acusou Israel de cometer crimes de guerra por deliberadamente destruir infra-estruturas civis e pelo uso “imoral” de bombas de fragmentação.

Presidente Ahmadinejad do Irão desafiou George Bush a uma entrevista televisiva, que o Presidente norte-americano recusou.

Setembro

Amnistia Internacional condenou também Hezbollah por escolher alvos civis em Israel.

Na Hungria, começaram os protestos contra o Governo por o PM ter mentido durante a campanha eleitoral e na Tailândia, PM Thaksin Shina Watra foi derrubado num golpe de estado militar.

Em Transdnistria, a grande maioria da população votou a favor da integração na Rússia e a separação da Moldova.

Outubro

Acto de terrorismo de estado pelas autoridades da Geórgia, quando 4 oficiais do exército da Federação Russa foram raptados. Na Rússia, foi lançado um novo partido da esquerda, liderado por Sergey Mironov. A Rússia Justa agrupa o Partido Russo da Vida, a Rodina, e o Partido Russo dos Pensionistas.

Coreia do Norte realizou um teste nuclear.

No Brasil, Presidente Lula foi re-eleito com 61 por cento do voto.

John Hopkins, da Bloomberg School of Public Health afirmou que 655.000 iraquianos tinham morrido em consequência da invasão do Iraque. Em Afeganistão, OTAN massacre 14 civis em Kandahar num ataque aéreo com armas de precisão. Na mosca!

Novembro

Saddam Hussein (o quem eles dizem ser Saddam Hussein) foi sentenciado à morte por enforcar por ter assinado 148 mandatos de morte. George Bush assinou 152 enquanto Governor do Texas, mas…

Daniel Ortega, que venceu os Contras/Fascistas apoiados pelos norte-americanos há 20 anos, foi eleito Presidente da Nicarágua e Saddam Hussein venceu as eleições intercalares nos EUA (Bush e os Republicanos perderam sua posição de força no Senado e na Casa dos Representantes). Rumsfeld, o Torturador, caiu.

Em Gaza, mais um massacre sionista, desta vez de uma família de 14 pessoas. Hoje uma criança, amanhã um terrorista parece ser a filosofia.

Num referendo na Ossétia Sul, 99 por cento da população votou a favor de uma separação da Geórgia. Os Socialistas venceram a eleição nos Países Baixos e no Nepal, um acordo de paz foi assassinado entre PM Prasad e o líder dos maoistas, Prachanda.

Dezembro

Felipe Calderón foi eleito no México.

No continente africano, Marc Ravalomanana saiu à frente na eleição em Madagáscar.

O Grupo de Estudo sobre o Iraque descreveu a situação como “Grave e a piorar” e Kofi Annan, no seu discurso final como Secretário-Geral da ONU, criticou duramente Presidente Bush e a política do Governo dos EUA pelos abusos de direitos humanos e unilateralismo.

Muhammad Yunos, economista de Bangladesh, ganhou o Prémio Nobel de Paz pelo seu trabalho na área de micro-crédito, combatendo o terrorismo por combater a pobreza.

É nesse sentido que teremos de avançar no próximo ano.

Fica claro para quem lê estes eventos principais de 2006 que os maus da fita, os que praticam actos de chacina, massacres, os que abusam o poder, são aqueles que outrora falavam em direitos humanos e inventaram histórias para justificar seus actos nefastos. Há 2.000 anos houve alguém que referiu a aqueles que têm telhados de vidro.

Seria bom lembrarmos das palavras deste Senhor durante 2007 e as práticas dele.

Timothy BANCROFT-HINCHEY

PRAVDA.Ru

Pages: 12

Loading. Please wait...

Fotos popular