Pravda.ru

Mundo

Brasil: ao fim do mandato esvai-se a credibilidade do presidente

29.11.2018
 
Brasil: ao fim do mandato esvai-se a credibilidade do presidente. 29974.jpeg

Brasil: ao fim do mandato esvai-se a credibilidade do presidente

Ao ceder às imposições de membros do poder Judiciário visando ao aumento de seus proventos Michel Temer não só conspurcou sua condição de presidente da República e voltou-se contra os interesses da nação e da maioria esmagadora da população brasileira mas também deu guarida, talvez por motivos interesseiros, aos que advogam benesses escusas.

Iraci del Nero da Costa *

  

É justamente isso que podemos depreender deste texto de Josias de Souza o qual expressa uma visão adotada por muitos analistas políticos: "A Lava Jato empurrou para dentro da biografia de Temer duas denúncias criminais e dois inquéritos por corrupção. Sergio Moro está na bica de transplantar para o Ministério da Justiça os métodos da força-tarefa de Curitiba. Ao descer a rampa do Planalto, em 1º de janeiro, o ex-novo rei [M. Temer] passará a conviver com o receio de receber a visita matutina dos rapazes da Polícia Federal. Foi contra esse pano de fundo que Temer liberou o reajuste do STF." (1)  A ideia é que tanto muitos integrantes do poder Legislativo como o próprio Temer têm receio das ações do Judiciário, pois estão comprometidos de maneiras diversas com este último poder.

Como sabido pesam denúncias contra Temer que terá de haver-se com a justiça tão logo deixe a presidência, daí o fato de muitos analistas esposarem a opinião reportada acima, qual seja, o atendimento do aumento  almejado por elementos do poder Judiciário é, de fato, um afago do atual presidente em seus futuros julgadores os quais, diga-se, talvez já esperassem um tratamento particularmente obsequioso por parte da presidência.

Como assinalado em Editorial do Portal O Globo: "Não está em discussão a necessidade de altos servidores do Executivo e do Judiciário ou representantes do povo no Legislativo terem remuneração condigna. O inaceitável é a concessão de um reajuste de alto impacto nas contas públicas no momento em que elas continuam em déficit, e numa fase de transição de governo." (2) 

Enfim, defrontamo-nos com citações que nos revelam uma situação absolutamente esdrúxula a qual chama nossa atenção para a provável incompetência e oportunismo do presidente da República que está a deixar o cargo.   

  

         NOTAS

1 SOUZA, Josias de. Irresponsabilidade salarial marca a gestão Temer. Blog do Josias, 26/11/2018, disponível em:

 https://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/

e em:

https://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2018/11/26/irresponsabilidade-salarial-marca-a-gestao-temer/ .

2 Editorial: Estrago nas contas públicas. Portal O GLOBO, 27/11/2018, disponível em:

https://oglobo.globo.com/opiniao/estrago-nas-contas-publicas-1-23262589

* Professor Universitário aposentado.

 


Loading. Please wait...

Fotos popular