Pravda.ru

Mundo

Rússia avalia positivamente os resultados da conferência de Annapolis

28.11.2007
 
Rússia avalia positivamente os resultados da conferência de Annapolis

O ministro dos Negócios Estrangeiros russo , Serguei Lavrov, avaliou em termos positivos os resultados da conferência de Annapolis para o regulação do conflito entre Israel e palestinianos. “Penso que é um evento muito útil”, disse Lavrov aos correspondentes de várias edições russas que viajavam com ele de Washington a Moscovo, segundo Ria-Novosti.

” Como sabem , Vladimir Putin, aprovou esta iniciativa formulada pelo presidente Bush no verão passado”.

 Lavrov disse ser necessário “ destacar o esforço dos organizadores norte-americanos para encontrar as fórmulas precisas para o documento firmado por Abbas e Olmert”.

 Rússia fez uma contribuição positiva à conferência de Annapolis ao assegurar a inclusão dos temas libanês e sírio na agenda, destacou o ministro. Na grande medida , foi um factor chave para garantir a presença quase exaustiva dos países árabes neste fórum, disse.

Na conferência em Annapolis, terminada ontem (27), Israel e a Autoridade Nacional Palestina aceitaram tentar chegar a um acordo de paz até o final de 2008. Para tanto, o premeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, e o líder palestino Mahmoud Abbas vão se encontrar duas vezes por mês para discutir a implementação do Mapa do Caminho, proposta de paz feita em 2003 pelo Quarteto (EUA, União Européia, Rússia e ONU) e que nunca chegou a ser posta em prática.

 Mas os termos vagos do texto e a série de condições impostas pelos dois líderes nos discursos emprestam ceticismo tanto ao resultado do evento como à sua viabilidade prática.

 Abbas destacou que é preciso discutir, entre outras coisas, as fronteiras de um Estado palestino e o status de Jerusalém. Temas duros para Israel


Loading. Please wait...

Fotos popular