Pravda.ru

Mundo

ALADI ganha novo Embaixador do Brasil

28.03.2007
 
ALADI ganha novo Embaixador do Brasil

Regis Percy Arslanian é o diplomata em Montevidéu - O Embaixador Regis Percy Arslanian como representante permanente do Brasil perante ALADI e MERCOSUL abriu mais uma página na sua carreira diplomática em Montevidéu sendo parte do Comité de Representantes á partir do meio-dia da sexta 23 de março de 2007.

O Presidente do Comité de Representantes, Embaixador Gonzalo Rodríguez Gigena ofereceu a benvinda como representante dos colegas dos outros países marcando o brilho da carreira e a condição profissional do embaixador Arslanian, salientando os antecedentes do novo chefe da delegação brasileira.

Acrescentou que a ampla experiencia do embaixador Arslanian vai ser fundamental no decorrer do ano pois estamos construindo desde o coração da ALADI um espaço de livre comércio e tudo quanto esse assunto acaba envolvendo.

Na opinião do Secretário Geral da ALADI, Dr. Didier Opertti Badán, também presente na bemvinda do embaixador Regis P. Arslanian, a diplomacia concebe-se como o trabalho duma equipa deixando fora do ambiente tudo quanto tem a ver com o esforço pessoal.

Essa visão que a diplomacia exprime é fornecida pela contribuição dos integrantes dessa equipa do jeito que eles podem oferecê-la sempre com extrema qualidade.

Resumindo o Dr. Didier Opertti Badán tem certeza absoluta que o embaixador Arslanian vai se transformar num porta-voz e mensageiro ativo e permanente.

Por enquanto, o atual Representante do Brasil, Embaixador Regis Percy Arslanian encaminhou seus comentários para todos seus colegas do Comité de Representantes presentes na sala, confirmando que vai se esforçar na procura da integração da região sendo que resulta fundamental para o governo brasileiro.

Mais logo o diplomata salientou que nosso comércio internacional fica de olho na região, monstrando alguns exemplos que confirmaram seus comentários.

Remarcou que no 2006 as exportações do Brasil alcançaram o 22,8% para os países da ALADI. Aliás, o 22,1% foram para a União Européia e o 18% para os EUA, porém da para perceber que o Brasil continua tentando reforçar os laços com os países da região.

Num outro instante do discurso o Embaixador Arslanian disse que o livre comércio “não é o alvo” sinão o ferramental que providencia o desenvolvimento económico e social sempre tendo como objetivo a eqüidade e justiça, veiculizando-o para instituições democráticas, ensino, saúde, segurança e qualidade de vida para todos.

Correspondente PRAVDA.RU

Gustavo Espiñeira

Quarta 28 de março de 2007

Montevidéu - Uruguai

Loading. Please wait...

Fotos popular