Pravda.ru

Mundo

Ucrânia: Relatório de Situação

27.06.2015
 
Ucrânia: Relatório de Situação. 22436.jpeg

Novas tendências aparecendo nesses últimos sete dias. Onde estão os fundos nacionais de reserva da Rússia, as reservas em ouro e as coleções do [museu] Hermitage? (Escreverei amanhã sobre isso.) A China se unirá às sanções contra a Rússia? As elites russas estão estacionando as carroças em torno do Presidente. Os militares russos assumem funções políticas. A fração liberal pró-ocidente no governo, comanda os bancos. O Banco Central da Rússia será posto de lado, antes que cause mais danos? O fluxo de capitais para fora da Rússia diminuiu significativamente. 


'Maidan' na Armênia? Cuidado com gente de camiseta vermelha e autofalantes. Gente de vermelho na Maidan de Kiev, Praça Bolotnaya em Moscou, e Praça Erevan na Armênia. 

A Rússia está construindo porto novo ultramoderno para contornar os terminais de gás e petróleo nos países bálticos. Cresce a ocupação da Ucrânia pela OTAN: agora chegaram soldados do Canadá.

Você alguma vez armazenou seus arquivos 'na nuvem'? Pois a coisa está virando tema do Acordo sobre Tráfego Internacional de Armas - que exclui a Rússia.

A Área Transatlântica de Livre Comércio de Obama [orig. Transatlantic Free Trade Area (TAFTA)] vai desindustrializar Alemanha e França.

Para conseguir começar a desindustrializar Alemanha e França, os EUA têm de cortar completamente gás e o petróleo que a Rússia fornece àqueles países. Para isso, não basta aos EUA controlarem os governos dos países. Os EUA já controlam os governos. Agora os EUA querem assumir o controle também dos bens da Gazprom na Europa. Por isso é que orquestraram a decisão extrajudicial no caso Yukos, coisa sem importância.

A desindustrialização da Alemanha começará quando chegar a hora, seguindo o curso normal; e será tão feroz quanto o que EUA e UE estão fazendo à Rússia agora.

Nossa preocupação é com o bem-estar da Rússia.

A indústria russa de defesa continua a ser "a força motriz do desenvolvimento de inovações, incluindo o duplo-uso, civil e militar, em ramos da economia como energia, engenharia, comunicações, microeletrônica e outros." Discurso de Putin na cerimônia de abertura do Fórum Internacional Técnico-Militar ARMY-2015. 

Quanto ao fim da integração europeia, Yevgeny Satanovsky expressou o sentimento prevalecente na Rússia: "Se necessário a Rússia pode sacrificar valores europeus": 

"Graças ao consenso europeu, emergiu nesse país o nosso próprio tipo de tomada de decisões, e a elite governante organizou-se firmemente em torno do Presidente. Não importa se é bom ou ruim. Mas se, em nome dos nossos valores sacrificarmos vocês e seus valores europeus, o problema passará a ser de vocês" - respondeuSatanovsky ao representante da União Europeia." 

Ainda estamos observando os políticos de Donetsk e Lugansk tentando consolidar a Ucrânia sob a autoridade deles.

OTAN está movendo seus exércitos para o front russo. O ocidente espera que, como resultado dessa guerra contra a Rússia, o governo de Putin será derrubado pela elite liberal pró-ocidente. O plano é quebrar o país em muitos pequenos feudos, com os países bálticos, Ucrânia, Geórgia, Turquia e Polônia requisitando pedaços dos territórios da Rússia, lançando guerras por todo o país, até que chegará a OTAN para "restaurar a ordem" que resultará no extermínio de toda a população da Rússia.

"Mas história é assunto de poder, e o ocidente está usando seu poder para pressionar fortemente a Rússia. Obviamente, nada mais perigoso que ferir um urso. Matá-lo é melhor, mas nunca se provou que seja fácil matar a Rússia". "A Rússia Vista de Dentro", George Friedman, Stratfor Global Intelligence.

Esse cenário de "Matar a Rússia" tornou-se improvável, desde a 6a-feira passada, 19/6/2015, quando o general Shoigu declarou abertamente que a Rússia, além deplayer militar, passa a ser player político e econômico. Os militares russos não vão ficar sentados sobre as mãos, como ficaram durante os anos 1990s e 2000s. Hoje, os militares russos são o principal investidor na pesquisa científica na Rússia, espacial, de comunicação, agricultura e educação superior. As Forças Armadas da Rússia são também o maior empregador no país. Com 850 mil homens e mulheres no serviço ativo e 2 milhões de reservistas, com milhões de pessoas em empresas públicas, privadas e nas universidades trabalhando para atender encomendas das forças armadas, e fornecendo de tudo a elas, de pão e manteiga a material de construção, manutenção de estradas, satélites, pesquisa em ciência básica, política e medicina. As forças armadas da Rússia acabam de anunciar, como se fosse coisa de rotina, que estão tomando o seu lugar no cenário político da Rússia. [Fonte] [Fonte] [Fonte]

As forças armadas da Rússia sempre foram a parte mais saudável da sociedade russa. Até nos tempos mais sombrios do stalinismo, os oficiais militares subscreviam a ideia de que serviam o país, não o governo. Nos anos 1990s, puseram-se à parte. Nunca manifestaram suas opiniões sobre as reformas econômicas liberais e as privatizações.

Durante a ditadura liberal apoiada por Washington dos anos 1990s, o corpo dos oficialato militar russo tornou-se alvo de ataques políticos e econômicos, e de viciosa campanha de propaganda & 'marketing', que visava a humilhá-los, diminuí-los e demonizá-los. Aqueles ataques, plenamente consistentes com os interesses do governo dos EUA, levaram os oficiais militares russos, aposentados e do serviço ativo, a unir-se e criar uma rede de organizações patrióticas, sem fins de lucro, algumas secretas, outras públicas.

Para ver como essas sociedades são organizadas e como operam, basta ver o que foi conseguido durante a guerra da OTAN contra a Ucrânia. Considerando que o governo da Rússia queria fazer nada ou muito pouco, a maior parte de tudo que se viu e vê hoje foi feito e continua a ser feito por voluntários. [Fonte]

O saque contra o exército, pelo ex-ministro da Defesa, Anatoly Serdyukov, indicado por Medvedev, pôs os militares à beira de uma revolta. [Fonte]

A moral dos oficiais das forças armadas russas sempre se baseou na crença núcleo de que existem para proteger a Rússia, independente de quem esteja governando o país. Gostam de dizer que "governos vão e vêm, mas a Rússia permanece." No atual momento da história, decidiram que para melhor servir ao país, eles têm de começar a participar da tomada de decisões políticas e econômicas nacionais.

"Há quem diga que os militares não se devem envolver nos processos políticos, outros dizem o contrário. Vamos encomendar um estudo sobre o fenômeno das revoluções coloridas, para conhecer o papel dos militares na prevenção daquelas ações" - Shoigu disse aos participantes do Fórum ARMY-2015, na 6a-feira. 

"Não temos o direito de permitir que se repitam os colapsos de 1991 e 1993" - disse ele. - "Como fazer isso é outra história, mas é claro que temos de lidar com a situação. Temos de compreender como impedir que aquilo se repita, e saber como ensinar a geração mais jovem, para que saiba apoiar o desenvolvimento pacífico e gradual de nosso país."

Aí está: é movimento realmente crucial, movimento de pivô, no desenvolvimento da Rússia. Tem laços históricos diretos com o papel tradicional que os militares  sempre tiveram no governo, na política, na cultura, do Império Russo.

Ucrânia

1. USDA (Departamento de Agricultura dos EUA) Relatórios sobre a Ucrânia, 2014-2015 

2. ADM Averts DQ [ ADM escapa de ser desqualificada], depois de multada em $54M, nos termos da [lei] Foreign Corrupt Practices Act. Curioso caso de "justiça" ocidental.  [Fonte]

Law360, New York (4/6/2015, 4:45 PM ET) - A Comissão de Securities e Câmbio concedeu liminar a [empresa] Archer Daniels Midland (ADM) Co. na 4a-feira, 'absolvendo' a empresa de uma desqualificação que a gigante do agronegócio sofreria, como efeito de ter sido condenada em 2013 a uma multa de $54 milhões, porque empresas suas subsidiárias pagaram propina a funcionários ucranianos e outros.

A ordem da Comissão permite que a empresa ADM mantenha o status como emissora confiável de ações, e possa continuar a oferecer e vender securities. Sem o alvará hoje obtido, a multinacional perderia o privilégio, porque uma de suas subsidiárias declarou-se culpada em dezembro de 2013, como parte do acerto conjunto com a Comissão de Securities e Câmbio e o Departamento de Justiça dos EUA, porque aquela condenação tira automaticamente das empresas o WKSI statuspor três anos.

"Tal determinação seria detrimento significativo para a empresa ADM e seus acionistas, porque aumentaria substancialmente o tempo, o trabalho e o dinheiro que a empresa ADM teria de consumir para ganhar acesso aos mercados de capitais dos EUA" - escreveu um dos advogados da ADM, em carta em que pedia o alvará-prêmio. 

[O restante desse item é excessivo juridiquês, para nossos parcos recursos. Interessados podem ler o original em  http://thesaker.is/ukraine-sitrep-june-24-2015-by-scott/ O caso é "Securities and Exchange Commission v. Archer Daniels Midland Co., case number 2:13-cv-02279, in the U.S. District Court for the Central District of Illinois. 

É mais um caso exemplar em que os 'nossos' corruptos são considerados muito menos corruptos que os corruptos 'deles' - problema de altos e complexos Direito & Doutrina, do qual os juízes brasileiros sabem tuuuuuuuuuuudo (NTs).]

3. Adiada chegada de instrutores técnicos canadenses à Ucrânia - missão ainda tem de ser definida [Fonte]

Soldados canadenses também chegaram, justo quando o governo Harper prepara-se para batalha eleitoral em casa, para a eleição de 19 de outubro.

O plano de mandar 200 soldados por quase dois anos para ajudar a reforçar o Exército Ucraniano foi anunciado com muitas fanfarras políticas em meados de abril, mas ainda não se sabe como se desdobrará a missão com duração de dois anos.

 

4. 1991 - Em 5 anos, estaremos vivendo como eles vivem na França.
    2004 - Em 10 anos, estaremos vivendo como eles vivem na Polônia.
    2015 - Em 20 anos, estaremos vivendo como vivíamos no governo de Yanukovich [pano rápido]


5. Presidente Poroshenko da Ucrânia descarta a federalização [Fonte]

Donetsk Donbass Novorrússia

1. República de Donetsk fará a planejada evacuação de civis para fora da área sob fogo de milícias de Kiev
 [Fonte]

2. Valentina Lisitsa (Drone Journalism #12) Донецк - Валентина Лисица - Беспилотник Грэма (#4) Valentina Lisitsa oferece concerto de piano ao povo de Donetsk 

Na noite de 22 de junho, a renomada pianista norte-americana nascida e criada na Ucrânia, Valentina Lisitsa, ofereceu um concerto ao ar livre, no Parque Lênin Komsomol na cidade de Donetsk. O concerto foi dedicado ao 74º aniversário do início da Grande Guerra Patriótica. Lisitsa e a Orquestra Acadêmica Sinfônica tocaram a Sinfonia n. 5 de Shostakovich, o Concerto n. 2 para piano de Rachmaninoff e a Sonata n. 7 para piano de Prokofiev. Donetsk é a cidade natal de Sergei Prokoviev.

3. Roman Khramenkov é nomeado prefeito interino de Gorlovka
24/6/2015. República Popular de Donetsk (RPD), Novorrússia.

O ex-prefeito de Yenakiyevo Roman Khramenkov foi nomeado prefeito interino de Gorlovka - disse ontem a jornalistas o presidente da RPD Alexander Zakharchenko.

"Quero apresentar a vocês o ex-prefeito de Yenakiyevo. Agora está sendo transferido para Gorlovka. Ele trabalhará em várias cidades, porque vimos o que fez em Yenakiyevo, onde organizou as estruturas políticas. Ele sabe trabalhar aqui. Peço que o recebam bem e o apoiem" - disse Zakharchenko.

Durante os combates no caldeirão de Debaltsevo em fevereiro, como prefeito de Yenakiyevo, Khramenkov foi elogiado pelo sucesso do trabalho que coordenou de evacuar cidades colhidas sob o fogo dos combates. Imediatamente depois que as forças da RPD libertaram Debaltsevo, Khramenkov assumiu a tarefa de organizar os reparos em Uglegorsk e construiu as primeiras novas estradas patrocinadas pela RPD.

"Nesse estágio, vamos trabalhar junto com vocês, e agradecemos o apoio de vocês. Vamos restaurar o bom nome de Gorlovka, reconstruir as estruturas da sociedade civil" - Khramenkov disse a Zakharchenko.

Roman Khramenkov nasceu em 1978, e viveu em Yenakiyevo desde 1998. Formou-se em Medicina e Administração (na Academia Nacional de Administração Pública sob o presidente da Ucrânia) e fez também alguns estudos de Direito.

4. Nas últimas 24 horas as forças ucranianas violaram 10 vezes o regime do cessar-fogo


24/6/2015. República Popular de Donetsk, Novorrússia.

Nas últimas 24 horas as forças ucranianas violaram 10 vezes o regime do cessar-fogo, disse o ministro da Defesa da RPD à Agência Donetsk de Notícias.

"No curso das últimas 24 horas, gravamos dez ações de bombardeio pelas forças ucranianas. Dispararam 54 morteiros de 82-mm e calibre 120-mm no território da RPD. Além disso, o inimigo usou lançadores de granadas e pequenas armas. O exército ucraniano bombardeou Donetsk (distrito de Petrovskiy, aeroporto de Donetsk), Logvinovo, Spartak, Naberezhnoye. Ainda não temos informação sistematizada sobre baixas entre civis e militares. Estamos trabalhando nisso" - disse o ministro da Defesa da RPD.

5. Combates no Donbass 23/6/2015

6. Rússia enviará 31º comboio de ajuda humanitária ao Donbass [Fonte]

Rússia

1. Sergey Glasiyev: Banco Central da Rússia continua a atacar a economia[Fonte]

2. Tenho uma grande ideia para a próxima sanção russa contra o 'ocidente'! 

É preciso aprovar uma lei que declare que "vodka" é nome registrado de produto nacional que o estado russo protege com a designação oficial. Só pode ser usado para produtos produzidos em território russo. O precedente é o conhaque francês, como se sabe: "É claro que o registro de uma marca que inclua indicação geográfica, ou termo genérico correspondente àquela indicação geográfica e sua tradução, aplicado a bebidas alcoólicas que não satisfazem as exigências de qualidade especificadas [dado que o nome está protegido pelas leis para designações protegidas da UE], não pode ser autorizado pelas autoridades nacionais responsáveis, às quais compete recusar ou invalidar registro existente daquela marca" - decidiu a corte ("Não usarás o nome Cognac em vão"). 

3. O Conselho da UE renovou suas sanções econômicas contra a Rússia por 6 meses, acompanhando a autorização que lhe deu o Comitê dos Representantes Permanentes, COREPER, semana passada. 

O documento fonte "COUNCIL DECISION (CFSP) 2015/971 of 22 June 2015 amending Decision 2014/512/CFSP sobre medidas restritivas, em vista das ações da Rússia de desestabilizar a situação na Ucrânia" está aqui. 

E também:  Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa [ing. PACE] mantém sanções contra delegação russa

4. Ron Paul Alerta que congelamento de patrimônio da Rússia apressará o descarte do dólar [Fonte]

Depois de mais de 70 anos de dólar sempre em depreciação, o resto do mundo rebela-se contra essa massiva transferência de dinheiro.

Segundo o comentário de leitor que abaixo registro, há um precedente, de caso em que a mesma decisão da corte não está sendo respeitada. Coisa que a equipe russa 'de leis' pode aproveitar.

COMENTÁRIO DO LEITOR: [Paveway IV] "Por que ninguém congela o patrimônio de Israel na França ou na Bélgica, para pagar o que tribunal suíço mandou pagar, os $1,2 bilhão em compensações que Israel deve ao Irã, por ter roubado dos iranianos o oleoduto Eilat-Ashkelon? A Corte Internacional é a mesma, suíça. Mesmo julgamento de indenização. Israel não quer saber de pagar um centavo. França e Bélgica guardam muitos bens e valores de Israel, que podem encampar.

Ou sentenças de cortes internacionais só contam se os EUA não gostam do cobrador? Diabos! Você sabe que se a cobrança fosse contra o Irã, os EUA já estaríamos Tomahawk-eando o traseiro deles, exigindo 'pagamento'.

Por que Israel seria mais importante para os EUA que a Rússia?! Que traidor, com dupla cidadania, dos que pregam "Israel antes de tudo" tomou AQUELA DECISÃO, em nome de todos os EUA?"

Com sanções contra a Rússia, EUA iniciaram a desindustrialização da Alemanha e da França
Russland-Krise kostet Europa bis zu 100 Milliarden Euro

[al. no original. Tradução automática, revista:] Vladimir Putin sempre advertiu que as sanções contra a Rússia prejudicam a própria Europa. A UE nega, mas economistas já calcularam o custo (caro) da crise. Especialmente para a Alemanha. A disputa contra a Rússia pode custar à Europa até 100 bilhões de euros. 

A crise econômica na Rússia tem consequências muito mais daninhas para os países da União Europeia e Suíça, do que se esperava. Segundo cálculo do Instituto Austríaco para Pesquisa Econômica [orig. Austrian Institute for economic research (Wifo)], estão ameaçados na Europa muito mais que dois milhões de empregos e cerca de 100 bilhões de euros.

Os cientistas, que produziram esse estudo para a Alliance of leading European Newspapers (LENA) criaram um "cenário de pior caso". "Exportações suspensas [al.Export ausfälle, outono do ano passado, tornou-se realidade" - diz Oliver Fritz, um dos três autores do estudo. Sanções contra a Rússia e reação da Rússia. "A situação praticamente não mudou. Deve-se esperar que ocorra o nosso especialmente mais pessimista cenário."

"O gambito de Washington nas Spratlys é tentativa para virar a maré, desencaminhar a trajetória atual da China e inserir os EUA como líder regional que escreve as regras e decide quem vence. Como disse o sec.Def. [Ash] Carter em discurso anterior, no Instituto McCain no Arizona, "Há hoje mais de 525 milhões de consumidores de classe média na Ásia, e haverá 3,2 bilhões na região em 2030." As grandes empresas dos EUA querem a parte do leão desses consumidores para lhes impingir suas engenhocas, arrepiar o preço das próprias ações e arrancar de lá gordos lucros trimestrais. O serviço de Carter é ajudar as empresas a alcançar esse objetivo."

Como o autor Bart Gruzalski observa nesse excelente artigo em Counterpunch, "China e Rússia estão criando alternativas que ameaçam o status do dólar como única moeda internacional dominante. Ao instituir alternativas ao comércio em dólar, desafiam o valor do dólar e também ameaçam a economia dos EUA" (An Economic Reason for the EUA vs. China Conflict", Bart Gruzalski, CounterPunch, 8/6/2015)

EUA atacaram a Rússia em dezembro de 2013;
EUA atacaram a China em junho de 2015;
EUA atacarão a Alemanha depois que a Alemanha assinar o Acordo da Área Transatlântica de Livre Comércio TAFTA,[1] o que deve acontecer lá por dezembro de 2016.

Nossa preocupação é com o bem-estar da Rússia.

E se a Rússia catapulta a desindustrialização de Alemanha e França hoje mesmo, sem esperar que o tratado TAFTA seja assinado?! A Rússia pode fazer isso: basta fechar a torneira do gás e exigir que a Junta de Kiev seja removida imediatamente e processada por crimes de guerra.

Ataques do Hegemon à volta da Rússia

1. Ataque no Parlamento Afegão

2. Maidan na Armênia: Será a Armênia a próxima a ser sacrificada em chamas?

Victoria Nuland já visitou a Armênia!

Pelo Twitter, Uckraine Reporter ‏@StateOfUkraine - Mar 23 U.S. expert: #Washington já mandou #Nuland p/ #Armênia para organizar (?!) o golpe  - Հորիզոնշաբաթաթերթ - Horizon Weekly

PanARMENIAN.Net - Ao mesmo tempo em que Washington trabalha assiduamente para minar o acordo de Minsk que a chanceler alemã Merkel e o presidente da França Hollande alcançaram para pôr fim ao conflito militar na Ucrânia, mesmaWashington já mandou Victoria Nuland à Armênia para organizar ali uma "revolução colorida" [é golpe de estado]; mandou Richard Miles como embaixador para o Quirguistão para fazer a mesma coisa também ali, e mandou Pamela Spratlen como embaixadora para o Uzbequistão, para comprar o governo local e afastá-lo da solidariedade com a Rússia. (...) 

stephan herzog ‏ Feb 18 Next #Maidan #Coup #Armênia? #Nuland reuniu-se dia 18/2 com representantes de três ONGs na Armênia. Reunião sigilosa.

A insufladora de golpes, Vicky Nuland, de volta à atividade?

Nuland fala de 'humanidade' na Armênia em fevereiro de 2015 e ralha com os armênios pelas desumanidades contra prisioneiros do Azerbaijão.

O pessoal das camisetas vermelhas são especialmente treinados para proteger os organizadores do movimento. Estão em todos as manifestações de rua se for manifestação contra governo que os EUA querem derrubar seja na Ucrânia, na Rússia, na Armênia. Adiante, alguns vídeos em que se vê os rapazes em ação.

Maidan - Pessoal das camisetas vermelhas
Maidan coordenação: Como reconhecer os organizadores 

Pessoal das jaquetas vermelhas organizam o ataque do Setor Direita contra a Polícia, em Kiev

Tecnologia da "revolução laranja" e Maidan em Erevan, Armênia
[Vejam o pessoal das camisetas vermelhas no meio da multidão.]

Organizadores da manifestação 'Maidan em Erevan' culpam a Rússia, Putin e seus "friends," pela carestia. Mas foi o governo da Armênia quem vendeu a maior usina produtora de energia elétrica - Vorotan Cascade - à empresa privada dos EUA que aumentou os preços.

Armênia venderá sua maior usina produtora de eletricidade (12/6/2013)

O negócio foi financiado, dentre outras instituições pela U.S. Overseas Private Investment Corporation (OPIC) e pela International Finance Corporation, divisão do Banco Mundial - segundo a declaração oficial.

ARF Western EUA Central Committee Chair Comments of Armênia Developments

A USAID banida da Rússia, mas bem recebida na Armênia colabora para o desenvolvimento das organizações armênias de energia armênia (...)

Ativistas da Maidan da Ucrânia... ativos também na Armênia 

Alana Balaba, ucraniana muito ativa nos eventos da praça Maidan, (é a mulher que se fez filmar quando queimava fitas de São Jorge no Memorial da Chama Eterna da 2a. Guerra Mundial) escreve de Yerevan, Armênia.

Diz que ela e outros representantes da Ucrânia 'democrática' estão participando das manifestações antigoverno na capital da Armênia.
Será que ainda resta quem duvide que todos os protestos nos países que foram Repúblicas Soviéticas são estranhamente muito semelhantes, têm muito em comum, são organizados e 'animados' pelos mesmos personagens e - muito importante - são patrocinados pelos mesmos interesses? (...)

3. Lituânia enfrenta desastre financeiro e ecológico, e não consegue pagar pelo caro gás norueguês 

Na Lituânia, na empresa estatal norueguesa de gás Klaipėdos Nafta, o operador do terminal de gás natural liquefeito dirigiu-se à Statoil norueguesa pedindo que seja reduzida a quantidade de gás que vinha sendo comprado, porque a demanda caiu dramaticamente - informou o presidente do terminal Mantas Bartushka.

ISSO apenas UM ANO depois de o país ter ficado "independente" do gás russo. Lembram? Statoil to Supply Gas to Lituânia in Five-Year Deal

4. "Rússia, infelizmente, ainda existe." Em debate sobre o tema "Sérvia e neutralidade", realizado há alguns dias em Belgrado, a representante do Centro de Estudos Euro-Atlânticos em Belgrado, Jelena Milic - falando em tom iradíssimo - declarou que seus estudos mais recentes confirmaram que "a Rússia, infelizmente ainda existe". (...) 

4. Como eu já previra há uma semana, o número de ações judiciais iniciadas contra a Rússia, em tribunais europeus e norte-americanos está crescendo.

a. Advogados britânicos preparam ação conjunta contra Putin, acusado no caso do Boeing derrubado 

b. Ex-acionistas do Fundo Yukos iniciaram novo processo contra contribuintes russos, dessa vez em Londres [Fonte] (...).

e. Uma Olhada nas novas regras de controle de exportação para computação em nuvem 

New York (18/6/2015) - Dia 3/6/2015, o Gabinete de Indústria e Segurança do Departamento de Comércio dos EIA e o Directorate of Defense Trade Controls do Departamento de Estado dos EUA publicaram revisão proposta de regras com definições chaves nas Export Administration Regulations and International Traffic in Arms Regulations para harmonizar os dois regimes de controle de importações. (...) 

5. Von der Leyen da Alemanha exige mais 'firmeza' com Grécia e Rússia[Fonte]

A mesma aristocrática lady sem um dente (?) - ministra alemã das Forças Armadas obra para acordar o revanchismo alemão de depois da 2a. Guerra Mundial, em entrevista ao tabloide Bilt. A entrevista foi publicada dia 22/6 - dia em que a Alemanha nazista atacou a União Soviética em 1941. [Fonte]

Esperemos que o dente não lhe tenha sido arrancado por Carter, de tanto entusiasmo [...] no Allianz Forum em Berlin, ontem (23/6).

2. EUA preposicionam tanques, artilharia nos Bálticos, leste da Europa

EUA "preposicionam" equipamento militar pesado em SETE países da OTAN

Por último, mas não por menos importante... "Se segure! É uma ordem!" (OU: Remova o gato antes de decolar). *****

 

 

The Vineyard of the Saker - SITREP, 24/6/2015 (Scott redigiu)

 


Loading. Please wait...

Fotos popular