Pravda.ru

Mundo

Organização Terrorista do Atlântico Norte: Ganhar corações e mentes com massacres

25.08.2008
 
Pages: 12
Organização Terrorista do Atlântico Norte: Ganhar corações e mentes com massacres

Afeganistão, sexta-feira. Cerca de uma centena de civis, muitos deles mulheres e crianças, foram assassinados em outro ataque terrorista da NATO, no início negado e agora admitido pelos E.U.A. cujas Forças Armadas perpetraram mais um acto de carnificina com armamento de precisão.

A Organização Terrorista do Atlântico Norte cometeu mais um espectacular massacre no Afeganistão. Na mosca! Uma batida direta contra várias casas de civis na aldeia de Azizabad, Herat, no Afeganistão Ocidental na sexta-feira. Testemunhas oculares relatam que os danos são enormes e que as vítimas foram reunidas num velório. Corpos carbonizados, principalmente de mulheres e crianças, abundaram nos escombros. Bem-vindos a mais um massacre terrorista da OTAN.

As Forças Armadas dos EUA inicialmente negaram a responsabilidade por este ato flagrante de terrorismo e, em seguida, começaram a emitir desinformação, como é a norma (ou seja, mentindo) dizendo que 30 militantes foram mortos numa operação militar na área. Agora eles admitem a "perda de vida ". E depois? Será que vão utilizar a desculpa de Israel durante seus massacres no Líbano (que o regime de Bush não mencionou nem condenou uma única vez) dizendo "Bem, eles não deveriam ter lá estado, pois não?" Ou será que simplesmente irão ignorar os factos, tal como o regime de Bush fez quando o regime criminoso e assassino de Saakashvili na Geórgia assassinou 2,000 civis russos civis numa noite, com suas forças armadas, treinadas pelos EUA/Israel e Bush e Rice não tiveram a decência sequer de referi-lo?

Ganhar corações e mentes através de massacres de crianças indefesas

Será esta a forma como a OTAN ganha corações e mentes? Hoje uma criança, amanhã um terrorista, será essa a norma? E o quê é a OTAN? Criado em 4 de Abril de 1949, a OTAN é um anacronismo de uma outra era. Sentindo a crescente agressividade dos beligerantes líderes desta organização, a reação a partir do bloco de Leste foi a criação de do Tratado de Amizade, Cooperação e Assistência Mútua de Varsóvia em 14 de Maio de 1955.

Quando o bloco soviético desintegrou (a dissolução voluntária era prevista na Constituição Soviética), desintegrou também a necessidade de continuar o “Pacto de Varsóvia” e, por isso, foi dissolvido em 1991. Na altura, a OTAN tinha dado garantias à Federação da Rússia que não iria expandir ao Leste.

As mentiras da OTAN

Pouco antes da reunificação da Alemanha, o chanceler Helmut Kohl comprometeu a Mikhail Gorbachev que instalações da OTAN não seriam colocadas na parte oriental da Alemanha. Esta promessa foi quase imediatamente quebrada. Quando o Pacto de Varsóvia desintegrou, foram dadas garantias privadas a Moscou que os ex-Estados-membros não iriam aderir à OTAN. Eles mentiram descaradamente. Então, o quê é a OTAN, senão uma anacrónica organização terrorista que serve um propósito, e um propósito só, nomeadamente, para servir como um mercado para o lobby das armas com cabeça bicéfala em Washington/Tel Aviv?

Questões de segurança

Como é de esperar que a Rússia pode confiar em tal organização? Fica cristalino que as suas intenções são antagónicas, como se vê nas declarações hostis e agressivas do Departamento de Estado dos EUA e na presença da sua secretária de estado numa base diária, como nós vemos no escudo anti-míssil colocado no flanco ocidental da Rússia.

Certamente, no caso do conflito tais instalações poderiam ser bombardeadas em tapete e serviriam para nada, como certamente toda a concentração de tropas e de equipamento nas fronteiras da Rússia poderia ser neutralizada por ataques com nuvens de mísseis, criando uma cratera de 100 quilômetros de largura em torno de tais formações de forças armadas.

Neste cenário, após a destruição da sua capacidade ofensiva nas fronteiras da Rússia, a OTAN seria enfrentada com uma escolha sombria: lançar armas nucleares contra as cidades russas e ser bombardeado em tapete com ogivas nucleares como retaliação, destruindo o mundo civilizado, ou encarar a derrota e render-se? Mas alguém acredita que a OTAN, esta associação assassina, calosa, gerida por elitistas que perpetram massacre após massacre após massacre e tentam negar os fatos, alguma vez faria algo decente?

Se a OTAN quer seriamente incluir a Rússia num sistema de segurança integrado na Europa, está abordando a questão da maneira errada. A inclusão é a etapa para a frente, não exclusão ou antagonismo e o antagonismo passa pela admissão de Estados-membros novos tais como Ucrânia ou Geórgia. A OTAN quer realmente começar uma guerra civil na Ucrânia? A OTAN suporta realmente o regime de Saakashvili que massacrou 2.000 cidadãos russos numa noite?

Politizar a questão

Quão democrática é a OTAN? A OTAN pergunta aos cidadãos de seus Estados-membros sobre suas políticas, mesmo que estas ditem o núcleo da sua política estrangeira? Não! A OTAN é um organismo supra-nacional, cinzento, macabra, sem cara, que contraria cada fibra de governação democrática, coloca o lobby das armas centrado em Washington/Tel Aviv por cima dos governos nacionais e desobriga-os de qualquer sentido de responsabilização perante os seus povos.

Pages: 12

Loading. Please wait...

Fotos popular