Pravda.ru

Mundo

Jovem saharaui baleado na cabeça por polícia marroquino morre em El Aiun

24.12.2010
 

Faleceu ontem, 23 de Dezembro, o jovem saharaui Said Uld Sidahmed Uld Abdelwahad, de 26 anos, que se encontrava em estado de coma devido a um disparo na cabeça por parte de um polícia marroquino.

O jovem Said faleceu no hospital Hssan Ben Mehdi, em El Aiún, capital do Sahara Ocidental ocupado, onde se encontrava em coma profundo, depois de ter sido submetido a uma operação cirúrgica para lhe extrair a bala do cérebro.

Said Dambar, como era conhecido em El Aiún, foi ferido gravemente por disparo de um polícia marroquino às 02.30 da madrugada de 4.ª Feira  depois de abandonar um ciber-café na rua de La Meca, zona conhecida como Casas del Cabildo, local onde tinha estado a ver uma transmissão de um jogo de futebol.

Minutos mais tarde, a casa de seus pais, localizada no bairro de Casapiedra, era invadida por um grupo de polícias à paisana que procuravam a sua documentação . Com eles levaram também o irmão mais velho da vítima, Mohamed, até às instalações do Governador da região. Foi aí que o seu irmão ficou a saber o que acontecera a Said, procurando o Governador de El Aiún "dar menor importância" ao acontecido, conforme afirmaram à Europa Press, Yamila e Lehbib, irmãos de Said, residentes na ilha de Lanzarote desde há mais de una década.

Said Uld Sidahmed Uld Abdelwahad era licenciado em Economia e trabalhava na Câmara Municipal da cidade ocupada de El Aiún.

Recorde-se que já no dia 24 de Outubro, a polícia de ocupação marroquina havia disparado contra um automóvel civil quando este se dirigia para o acampamento de protesto de Gdeim Izik, causando a morte ao jovem saharaui de 14 anos Nayem Elgarhi, sem que, até ao momento, tenha sido aberta qualquer investigação judicial sobre o ocorrido, apesar dos pedidos das famílias das vítimas.

 SPS e Europa Press

AAPSO~24-12-2010

 


Loading. Please wait...

Fotos popular