Pravda.ru

Mundo

Em Nápoles detido Mário Scaramela o contacto de Litvinenko

24.12.2006
 
Em Nápoles detido Mário Scaramela o contacto de Litvinenko

A polícia italiana deteve neste domingo Mario Scaramella, que se reuniu com o ex-espião russo Alexander Litvinenko no dia em que este se sentiu mal e depois morreu por envenenado por polônio 210. Cscaramella foi pegado ao chegar a Nápoles (oeste da Itália) em um avião procedente de Londres.

Scaramella, detido pela Polícia Antiterrorista (Digos), é investigado por tráfico de armas, revelação de informação privilegiada e calúnia agravada, este último delito por ter atribuído a um cidadão russo a organização de atentados na Itália.

Scaramella será transferido a uma prisão de Roma , a cidade onde foi aberto a investigaão.

O “juiz honrário” do Tribunal de Nápoles , Scaramella foi assesor da fechada comissão parlamentar “Mitrojin” a ter investigado a suposta rede de colaboradores do KGB russo na Itália. O italiano foi a última pessoa a se reunir com o ex-espião russo Alexander Litvinenko. Mitômano e espião, acadêmico e juiz, Scaramella é um estranho personagem que aparece em diversos casos sombrios registrados na Itália.


Aos 36 anos, nascido em Nápoles, a vida de Scaramella é marcada pelo mistério, as intrigas e os segredos. Proveniente de uma família do sul da Itália, sobrinho do influente ex-governador de Campana (sul), Antonio Rastrelli, da Aliança Nacional (direita), Scaramella como "juiz honorário" tinha acesso privilegiado aos palácios judiciais.


Loading. Please wait...

Fotos popular