Pravda.ru

Mundo

Darfur: 5 anos depois, situação ainda pior

24.04.2008
 
Darfur: 5 anos depois, situação ainda pior

A situação em Darfur, Sudão constitui una tremenda derrota pela União Africana em especial e a comunidade internacional em geral. Cinco anos depois do conflito eclodir em 2003, estimativas oficias apontam para 300.000 mortos e 3 milhões de deslocados num conflito sem solução à vista e que piora semana após semana.

John Holmes, o Sub-Secretário-General para Assuntos Humanitários da Organização das Nações Unidas, declarou na reunião do Conselho de Segurança que ficou entristecido e zangado ao informá-los que a situação no Darfur só tinha agravado nos passados 12 meses, apesar dos esforços da comunidade internacional.

"Continuamos a ver a baliza a estreitar, ao ponto onde paz em Darfur parece mais distante hoje que nunca," afirmou, acrescentando que "Mais progresso na instalação de UNAMID [a força de manutenção da paz da União Africana- ONU], equipada para proteger civis e melhorar a segurança, ajudará nos próximos tempos”.

"Mas só um fim a toda a violência e passos concretos em direção de um acordo político fará a diferença fundamental e necessária, como os movimentos de rebeldes acima de todo precisam de reconhecer. Contrariamente, a realidade é que as pessoas de Darfur encaram uma deterioração constante das suas condições de vida e das suas possibilidades de recuperação durável".

John Holmes disse que estima-se agora que até 300.000 perderam as suas vidas em Darfur desde 2003, quando grupos rebeldes começaram a lutar contra forças de Governo e milícias aliados. Esta figura inclui mortes por doença, subnutrição e expectativa de vida reduzida, além de aquelas provocadas directamente pelos combates.

À parte do número de mortos, mais que 2,7 milhões de darfurianos foram deslocados pela luta. A grande maioria ainda vive dentro da região mas há ainda 260.000 refugiados no Chade vizinho.

Bento MOREIRA

PRAVDA.Ru

ÁFRICA ORIENTAL


Loading. Please wait...

Fotos popular