Pravda.ru

Mundo

Chirac não confirma a morte de Bin Laden

23.09.2006
 
Chirac não confirma a morte de Bin Laden

 O jornal, da região da Lorena, no nordeste da França, informou ontem que Bin Laden teria morrido depois que a doença paralisou parcialmente as suas pernas. Segundo o jornal, a informação foi obtida de um relatório do serviço secreto francês que teria sido entregue na última quinta-feira ao presidente da França, Jacques Chirac e ao primeiro-ministro francês Dominique de Villepin.  

O presidente francês, Jacques Chirac, afirmou hoje que a informação sobre a morte de Osama Bin Laden, do líder da Al Qaeda, "não está confirmada" e se negou a comentar a questão.

"Essa informação não está confirmada e não tenho nenhum comentário a fazer", disse, ao ser questionado sobre a notícia publicada pelo jornal francês "L'Est Republicain" de que o terrorista teria morrido de tifo no mês passado, no Paquistão.

O artigo do L´Est Republicain diz que as informações foram passadas pelo serviço secreto da Arábia Saudita: "uma fonte normalmente tida como confiável", segundo o que seria, de acordo com o jornal, um trecho do relatório francês.


O trecho do relatório publicado pelo L´Est Republicain diz ainda que o serviço secreto saudita tenta agora descobrir o local de spultamento de Bin Laden para que possa fazer a divulgação oficial da notícia.


Ao término de seu encontro com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, e com a chanceler alemã, Angela Merkel, Chirac se disse "surpreso" que "um documento confidencial" do serviço de inteligência francês tenha vazado para a imprensa, e frisou que pediu uma investigação a respeito.

O Ministério da Defesa da França não desmentiu nem confirmou a veracidade da informação , informa BBC. 

Em comunicado, o Ministério se limitou a anunciar que havia dado início a uma "investigação para determinar a origem do vazamento [do documento à imprensa], suscetível de constituir delito com sanções penais". Segundo a agência de notícias Reuters, a morte de Osama Bin Laden não foi confirmada pelo Ministério do Interior do Paquistão.


Freqüentemente, autoridades americanas dizem que Osama Bin Laden vive alternando esconderijos na região montanhosa na fronteira do Paquistão e o Afeganistão.


O último vídeo contendo uma mensagem de Osama Bin Laden foi divulgado pela al-Qaida no final de 2004.

 
Desde então, têm sido divulgados apenas áudio-clips de baixa qualidade sonora com mensagens de Bin Laden.

BBC, Reuters, Inerfax.


Loading. Please wait...

Fotos popular