Pravda.ru

Mundo

Reflexões do companheiro Fidel: A Hora Da Verdade

21.12.2009
 
Pages: 123
Reflexões do companheiro Fidel: A Hora Da Verdade

As notícias que chegam da capital dinamarquesa refletem caos. Os anfitriões, depois de conceber um evento no qual participariam aproximadamente 40 mil pessoas, não têm forma de cumprir sua palavra. Evo, que foi o primeiro de todos os Presidentes da ALBA que chegou, exprimiu profundas verdades que emanam da cultura milenar de sua raça.

Assegurou, segundo as agências de notícias, que tinha um mandato do povo boliviano de bloquear qualquer acordo se o texto final não satisfaz as alternativas. Explicou que a mudança climática não é a causa, senão o efeito, que somos obrigados a defender os direitos da Mãe Terra perante um modelo de desenvolvimento capitalista, a cultura da vida perante a cultura da morte. Falou sobre a dívida climática que os países ricos devem pagar aos países pobres e devolver-lhes o espaço atmosférico arrebatado.

Classificou de ridícula a cifra de 10 bilhões de dólares anuais oferecidos até o ano 2012, quando, na verdade, precisam-se de centenas de milhares de milhões anuais, e acusou os Estados Unidos de gastarem trilhões na exportação do terrorismo para o Iraque e Afeganistão, e na criação de bases militares na América Latina.

O Presidente da República Bolivariana da Venezuela falou no dia 16 na Cúpula às 8h:40, hora de Cuba. Proferiu um discurso brilhante, que foi muito aplaudido. Seus parágrafos eram lapidários.

Impugnando um documento proposto à Cúpula pela Ministra dinamarquesa que chefiava a Conferência, exprimiu:

“... é um texto que vem da nada, não aceitaremos nenhum texto que não venha dos grupos de trabalho, que são os textos legítimos que se foram negociados durante estes anos”.

“Há um grupo de países que se crêem superiores a nós os do Sul, os do Terceiro Mundo...”

“...não nos estranhemos, não há democracia, estamos perante uma ditadura”.

“...vinha lendo alguns lemas que há nas ruas pintados pelos jovens...Uma delas: `não mudem o clima, mudem o sistema`...Outra: “se o clima fosse um banco, já teria sido salvo.”

“Obama [...] recebeu o Prêmio Nobel da Paz o mesmo dia que enviou 30 mil soldados para matar inocentes no Afeganistão”.

“Apoio o critério dos representantes das delegações do Brasil, da Bolívia, da China, apenas queria apoiar [...], mas não me deram a palavra..."

“Os ricos estão destruindo o planeta, será que vão para outro quando destruam este?”

“...a mudança climática é, sem dúvidas, o problema ambiental mais devastador deste século.”

“...os Estados Unidos atingirão talvez os 300 milhões de habitantes; a China tem quase cinco vezes mais população do que os Estados Unidos. Os Estados Unidos consomem mais de 20 milhões de barris diários de petróleo; a China chega apenas a cinco ou seis milhões de barris por dia. Não se pode pedir o mesmo aos Estados Unidos e a China.”

“...reduzir a emissão de gases poluentes e alcançar um convênio de cooperação ao longo prazo [...] parece ter fracassado, por enquanto. Qual é a razão? [...] a atitude irresponsável e a falta de vontade política das nações mais poderosas do planeta.”

“...a fenda que divide os países ricos dos pobres não deixou de crescer, apesar de todas as cúpulas e das promessas descumpridas e o mundo segue seu rumo destruidor.”

“...A receita total dos 500 indivíduos mais ricos do mundo ultrapassa à receita dos 416 milhões de pessoas mais pobres."

“A mortalidade infantil é de 47 óbitos por cada 1000 nascidos vivos, mas nos países ricos é de apenas 5.”

“...até quando vamos a permitir que continuem morrendo milhões de crianças por doenças curáveis?”

“Dois mil 600 milhões vivem sem serviços de saneamento.”

“O brasileiro Leonardo Boff escreveu: `Os mais fortes sobrevivem sobre as cinzas dos mais fracos'.”

“Juan Jacob Rosseau dizia... ' Entre o forte e o fraco a liberdade oprime. ' Por isso é que o império fala de liberdade, é a liberdade para oprimir, para invadir, para assassinar, para aniquilar, para explorar, essa é sua liberdade. E Rousseau acrescenta a frase salvadora: ' Só a Lei libera."

“Até quando vamos permitir conflitos armados que massacram milhões de seres humanos inocentes no intuito dos poderosos se apropriarem dos recursos de outros povos?”

“Há quase dois séculos um libertador universal, Simon Bolívar disse: 'Se a natureza se opõe, lutaremos contra ela e faremos com que nos obedeça.”

“Este planeta viveu milhares de milhões de anos sem nós, sem a espécie humana; nós não lhe fazemos falta para que ele exista, mas nós sem a Terra não vivemos..."

Evo falou na manhã de hoje, nesta quinta-feira. O seu discurso também será inesquecível.

“Desejo exprimir a nossa inconformidade pela desorganização e pelas dilações que existem neste evento internacional...", disse com franqueza ao início de suas palavras.

Suas idéias básicas foram:

“Quando perguntamos o que se passa com os anfitriões, [...] dizem-nos que são as Nações Unidas; quando perguntamos o que se passa com as Nações Unidas, dizem que é a Dinamarca, e não sabemos quem desorganiza este evento internacional..."

“...estou espantado demais porque apenas falam dos efeitos e não das causas da mudança climática.”

“Se nós não identificamos de onde provêm a destruição do meio ambiente [...] com certeza, nunca iremos resolver este problema...”

Pages: 123

Loading. Please wait...

Fotos popular