Pravda.ru

Mundo

O que está por trás dos acontecimentos em Budapeste?

20.09.2006
 
O que está por trás dos acontecimentos em Budapeste?

O que está por trás dos acontecimentos em Budapeste? Não é por acaso que os desordens na Hungria coincidiram no tempo com os acontecimentos de cincuenta anos atrás na Hungria e a visita de Ferenc Gyurcsany à Rússia. No mundo existem forças bastante influentes, que são contra a política externa do governo sosialista húngaro.

Sobretudo porque Ferenc Gyurcsany manteve conversações sobre a integração com a Rússia em tais campos como o petróleo, gás, energia atômica e outros. 

 A onda de indignação dos cidadãos despejou nas ruas depois que a Rádio estatal húngara transmitiu o texto da gravação de discurso do chefe de governo Ferenc Gyurcsany no fim de maio, no encontro fechado com correligionários políticos.

 O primeiro-ministro não ocultou a situação séria na economia, da qual não falaram antes por considerações políticas. Segundo sua confissão, a economia mantinha-se apenas graças à providência divina, excesso de dinheiro na economia mundial e centenas de subterfúgios. Entretanto o surgimento da gravação no ar é apenas pretexto.

O descontentamento acumulou-se durante longo período. E havia razão para tanto. O país chocou-se com dificuldades econômicas, índice das quais é o considerável déficit do orçamento estatal. O gabinete de ministros foi obrigado a aprovar um programa intitulado “novo balanço”.

 Sua finalidade é corrigir as resoluções dos últimos tempos no campo das receitas e tributação e tomar medidas que possibilitem liquidar dentro de alguns anos a desproporção no desenvolvimento econômico.Isto significa aumento de impostos, o que foi recebido negativamente pelas massas. Acrescentem a isto a ação chocante, sobre a população, do aumento de preços do gás, energia elétrica, combustível, transporte, gêneros alimentícios.

Não se deve esquecer também do componente político da atual situação, que está na correlação de forças no país. O problema é que nas eleições, realizadas na primavera, a coalisão dos socialistas e liberais venceu com diferença mínima. O país dividiu-se em duas metades. É claro que a oposição da FIDES – União Civil Húngara, não podia deixar de usar a situação criada e exigir a demissão do governo.

 Com : Voz da Rússia

 


Loading. Please wait...

Fotos popular