Pravda.ru

Mundo

Jornalismo: Os Libertários

20.05.2017
 
Jornalismo: Os Libertários. 26594.jpeg

O jornalismo, há muito se tornou apenas um instrumento do modelo neoliberal vigente no mundo inteiro e as vezes, a sua própria imagem pública.

Diariamente através de jornais, revistas e principalmente na televisão, o que se faz é a defesa escancarada do atual modelo de capitalismo, ficando as vozes dissidentes restritas às mídias sociais, aos sites e blogs alternativos, embora mesmo nesses segmentos o que domina é a mera reprodução dos valores da classe dominante.

O pensamento único  imposto pela ditadura da mídia tem sido contestado, hoje, principalmente por ciberativistas e hackers, que rompem a hipócrita áurea de seriedade que os governos instituíram para defender seus interesses e fazem o que Slavoj Ztizek (Problema no Paraíso - Jorge Zahar Editor - 2014) diz ser o papel crucial em manter viva a razão pública: "Assange,Manning, Snowden são nossos novos heróis, casos exemplares da nova ética que se aplica a nossa era digital.Não são mais apenas denunciantes que expõem práticas ilegais de e mpresas privadas (bancos,companhias de tabaco e petróleo) ou autoridades públicas; eles denunciam as próprias autoridades públicas quando estas se envolvem no uso privado da razão. Precisamos de outros Assanges, Mannings e Snowdens também na China, na Rússia, em toda a parte"

Mas, quem são esses.novos libertários?

Julian Paul Assange  nasceu na Austrália em 1971. É o principal porta voz do website WikiLeaks, fundado em 2006.  Começou publicando documentos sobre execuções extrajudicia is no Quênia e o tratamento desumano dado aos prisioneiros na base militar dos Estados Unidos em Guantanamo, mas só se tornou o "grande inimigo" do governo americano, quando vazou para os jornais El Pais, Le Monde, Der Spiegel, The Guardian e Te New York Times documentos secretos em 2010, sobre o envolvimento dos Estados Unidos nas guerras do Iraque e Afeganistão.

Em 2011, foi acusado de estupro e abuso sexual, na Suécia por uma mulher, que depois se soube trabalhava para a CIA e colocado numa lista de procurados pela Interpol. Assange se apresentou à Polícia Metropolitana em Londres, dizendo que tinha ocorrido na Suécia fora a prática de sexo consentido, mas a Corte Suprema do Reino Unido determinou que fosse expatriado para a Su&e acute;cia. Como a Suécia tem amplos tratados de extradição com os Estados Unidos e temendo ser levado para uma prisão americana, Assange se asilou na Embaixada do Equador, em Londres, onde vive até hoje.

Essa semana, a promotoria criminal da Suécia retirou as acusações contra a Assange, mas ele ainda corre o risco de ser preso pela polícia inglesa, acusado de ter faltado a uma das audiências enquanto esteve asilado.

  Edward Joseph Snowden, nascido em Elizabeth City, Carolina do Norte,em 1983, era um analista de sistemas da CIA e da NSA (agências de espionagem americana) e se tornou conhecido em 2013,quando vazou para os jornais The Guardian e The Washington Post, documentos  sobre o Programa de Vigilância Global dos Estados Unidos que envolvia a espionagem de governos ditos aliados dos Estados Unidos, inclusive o Brasil. Acusado de roubo  de propriedade do governo, comunicação não autorizada de informações de defesa nacional e comunicação intencional de informações classificadas como de inteligência para pessoa não autorizada, foi obrigado a fugir, vivendo até hoje na Rússia.

Snowden disse porque fez isso: "Eu sou apenas mais um tipo que passa o dia a dia num escritório, observa o que está acontecendo e diz: 'Isso é algo que não é para ser decidido por nós; o público precisa decidir se esses programas e políticas estão certos ou errados"

Chelsea Elizabeth Manning nasceu em 1987, em Crescent, Oklahoma e serviu o exército americano como Bradley Edward Manning ,até se tornar uma transexual e assumir o nome de Chelsea. Foi presa, acusada de vazar para o WikiLeaks telegramas diplomáticos americanos enquanto servia no exército americano Iraque. Foi presa e 2010 e em janeiro, teve sua pena comutada pelo ex-presidente Obama em um dos seus últimos atos. Foi libertada esse mês.

Marino Boeira é jornalista, formado em História pela UFRGS

 


Loading. Please wait...

Fotos popular