Pravda.ru

Mundo

ONG denuncia concentração de meios de comunicação no Uruguai

20.03.2009
 
ONG denuncia concentração de meios de comunicação no Uruguai

O Grupo Meios e Sociedade (GMS), do Uruguai, manifestou sua preocupação pela compra de dez emissoras de rádio por parte de Angel Gonzáles, um poderoso empresário mexicano/norte-americano. Essa é uma clara violação à legislação vigente no país, que impede que sejam titulares de serviços de rádio e TV os estrangeiros que não sejam cidadãos uruguaios e não vivam no país.

Para driblar esta limitação, o empresário mexicano utilizou testas-de-ferro para formalizar a compra em alguns casos. A ONG sustenta ainda que haveria gestões de compra de outras rádios, e até de um canal de TV aberto em Montevidéu.

O GMS entregará esta informação à Unidade Reguladora de Serviços de Comunicação (URSEC) e solicitará a abertura de uma investigação. Também convocará as organizações vinculadas à luta pela liberdade de expressão a somar-se a este pedido.

Segundo uma investigação desenvolvida desde o ano passado pela ONG, Gonzáles comprou as emissoras do Grupo Sofía e do Grupo Sarandí do Uruguai - o que foi confirmado por jornalistas destas emissoras, tanto da capital como do interior. Também estaria realizando gestões para a compra de várias rádios pertencentes ao Grupo Vargas, com emissoras em Montevidéu (FM Del Sol), Punta del Este e Colonia, além de outros canais importantes na capital.

Angel Gonzáles é dono de dezenas de emissoras de TV na América Latina e está no caminho de ter a cadeia de rádios mais importantes do Uruguai. Ele é dono do monopólio da TV aberta na Guatemala e também e também dono de emissoras no Paraguai, Equador e Argentina, entre outros.

[Com informações da Agência Pulsar]


Loading. Please wait...

Fotos popular