Pravda.ru

Mundo

Cuba: Lula contra o embargo

19.12.2008
 
Cuba: Lula contra o embargo

Brasília - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a defender nesta quinta (18) o fim do embargo econômico dos Estados Unidos a Cuba. “É fundamental que tenha fim esse embargo, que não tem sustentação política, ética e moral”, disse Lula, em discurso, antes de almoço oferecido ao presidente de Cuba, Raúl Castro, no Palácio do Itamaraty, em Brasília.


Raúl Castro agradeceu a rejeição do Brasil ao bloqueio econômico e disse que os países latino-americanos devem ter voz própria no cenário internacional. “Nós, latino-americanos, já somos maiores de idade e já podemos ter voz própria e dizer aos vizinhos do norte do continente, da Europa, da Ásia e ao mundo inteiro que podemos dar passos que conduzam a essa situação [de ter mais participação no cenário internacional]”, disse Castro.


Lula falou sobre a crise financeira internacional e observou que os países em desenvolvimento devem ter participação na condução de reformas para amenizar seu impacto.


“Quando a ganância de uns poucos ameaça as legítimas aspirações e o bem-estar de muitos, torna-se inadiável uma profunda revisão do sistema internacional. A reforma que almejamos deve ir além da economia e das finanças para promover um mundo mais democrático. Isso exige que os países em desenvolvimento ganhem uma voz mais ativa nas decisões que afetam toda a humanidade”, disse o presidente Lula.


Sobre a crise, o presidente cubano afirmou que “o mundo entra em uma crise de conseqüências imprevisíveis, e não se sabe qual será o final desse caminho”.


Ao final do discurso, Raúl Castro, afirmou ter ficado “apaixonado” pelo Brasil e brincou dizendo que não faria um discurso tão longo quanto os do presidente da Venezuela, Hugo Chávez.


O presidente cubano chegou ao Brasil terça-feira última (16) para participar de reuniões entre países da América Latina e do Caribe, na Costa do Sauípe, Bahia, e hoje encontra-se em Brasília em sua primeira visita oficial ao Brasil, desde que foi escolhido para substituir, em definitivo, seu irmão, Fidel Castro, na Presidência de Cuba, em fevereiro de 2008. Somente este ano, Lula fez duas visitas a Cuba.

Yara Aquino/ Agência Brasil

http://www.patrialatina.com.br/editorias.php?idprog=e2c61965b5e23b47b77d7c51611b6d7f&cod=2869


Loading. Please wait...

Fotos popular