Pravda.ru

Mundo

Enviados a Chile primeiros tanques alemães Leopard

19.11.2007
 
Enviados a Chile primeiros tanques alemães Leopard

Foram enviados a Chile os primeiros tanques blindados alemães do tipo Leopard  2 A5, informou a imprensa chilena . O acto oficial da entrega do material blindado aconteceu na empresa Krauss-Maffei Wegmann de Munich na presença dos ministros da Defesa de ambos países.

 Segundo o jornal, El Mostrador essa não é a única compra do exército chileno em Berlim, que teria comprado também uma primeira leva de 100 veículos blindados para transporte de tropas do tipo Marder 1 A3 (dos quais pretende adquirir mais unidades) e mais trinta tanques blindados de defesa anti-aérea Gepard.

Os reforços do exército chileno devem começar a chegar ao país a partir de dezembro, juntamente com as seguintes entregas dos tanques Leopard 2 A5. Também estaria em marcha a negociação para compra de aproximadamente 500 carros blindados semi-novos do tipo Mowag Piranha (de fabricação suíça), para transporte de infantaria.


Tal processo de renovação de frota e melhoria de armamento poderia ocasionar uma "corrida bélica" no continente, se outros países resolvessem reformar as Forças Armadas. O próprio Brasil já indica ações nesse sentido - com motivações diferentes -, ao acenar com o aumento de verbas para o exército nacional. O Chile com essas compras leva vantagem na estrutura e tecnologia de seu exército e armamento.

O jornal escreveu que o Brasil, por exemplo, tem tanques Leopard 1 A3, adquiridos na Bélgica, e M-60 norte-americanos, ambos mais antigos e de menor tecnologia, se comparados aos Leopard 1-V que o Chile possui atualmente (e que as Forças Armadas querem substituir por completo).
Já a Argentina conta com tanques Argentino Mediano, projetados em parceria com a Alemanha e de fabricação local. O modelo tem a mesma capacidade de artilharia do Leopard 1-V (o canhão é o mesmo), mas apresenta menor blindagem.

O Peru possui nominalmente cerca de 300 tanques T-55 russos, em versões não-modernizadas dos anos 70. Há alguns anos, o governo de Lima cogitou a compra de novas unidades do russo T-72, mais moderno e poderoso, mas a transação nunca se concretizou.

Além da inferioridade dos tanques peruanos em relação aos atuais Leopard 1-V chilenos, a desvantagem de Lima se agrava porque somente 37 unidades destes blindados estão em condições operativas. Por isso, o Peru está considerando a compra de cem tanques T-90, também russos, armados com canhões de 125 milímetros, para compensar, em parte, a superioridade chilena neste aspecto.


A Bolívia possui algumas dezenas de tanques Kurassier, de fabricação austríaca, também inferiores à frota chilena. Ou seja, "todos os tanques blindados dos países limítrofes e vizinhos do Chile já são inferiores aos Leopard 1-V", constata o jornal El Mostrador.


E tal vantagem "se acentua com a compra dos novos tanques, que correspondem ao modelo Leopard 2 A5 - que, além de contar com maior blindagem e sofisticados sistemas de visão e direção de tiro, possuem um canhão de 120 milímetros, superior aos 105 milímetros com que estão equipados todos os veículos existentes na região", escreveu o jornal chileno, segundo ANSA.


Loading. Please wait...

Fotos popular