Pravda.ru

Mundo

Cincuenta feridos nos distúrbios na Hungria

19.09.2006
 
Cincuenta feridos nos distúrbios na Hungria

Mais de 10 mil pessoas reuniram-se esta noite frente ao Parlamento húngaro em Budapeste exigindo a demissão do Primeiro-ministro socialista Ferenc Gyurcsany .

 Também frente à estação de televisão estatal, manifestantes da oposição queimaram automóveis, tendo sido impedidos de entrar nas instalações por várias centenas de polícias.

Aliás, a polícia teve que utilizar canhões de água para tentar dispersar a manifestação . Os confrontos entre a polícia e os manifestantes deixaram pelo menos 50 feridos.

Esta situação começou depois da rádio pública húngara divulgar domingo à noite a gravação de um discurso à porta fechada aos deputados do partido socialista em Maio passado, no qual Gyurcsany declara que o governo só fez «disparates» e «mentiu» durante um ano e meio para esconder o seu projecto de plano de austeridade, considerado doloroso embora necessário.

Gyurcsany admitiu, ainda, ter enganado o povo sobre as contas do Estado. Ainda durante a noite ocorreram várias manifestações em várias cidades da Hungria com a participação de alguns milhares de pessoas. 

Recorde-se que a Hungria tem neste momento um défice a rondar os 10%, o mais elevado entre os países membros da União Europeia.

Ria-Novosti 


Loading. Please wait...

Fotos popular