Pravda.ru

Mundo

Cúpula do Mercosul: Últimas

18.01.2007
 
Cúpula do Mercosul: Últimas

Começou dia 18 a Cúpula do Mercosul no RJ, já com a Venezuela como membro, acolhida de bom grado pelo Brasil. Na agenda, a energia. Entretanto o Governo do Brasil envia 34 representantes para o FSM de Nairobi, Quénia.

Os Ministros de Energia dos países participantes na Cúpula de Mercosul em Rio de Janeiro se encontram para um fórum paralelo para discutirem a integração energética na América do Sul. Haverá discussões para estabelecer o preço de gás natural e formar políticas comuns deste sector.

Com presença confirmada na reunião estão Carlos Villegas (Bolívia), Rafael Ramírez (Venezuela), Júlio de Vido (Argentina), Silas Rondeau (Brasil) e o Presidente da YPFB, Juan Carlos Ortiz.

O MRE do Brasil, Celso Amorim, entretanto fez declarações à imprensa acolhendo a Venezuela, afirmando que a inclusão deste país no Mercosul é “ótimo” pois as trocas comerciais entre as partes irão continuar a crescer de forma segura. Por exemplo, as trocas comerciais entre o Brasil e Venezuela em 2002 eram de 500 milhões de USD e em 2006, já 4 bilhões.

Quanto a perguntas sobre a política empresarial na Venezuela e se teria efeitos no Brasil, Celso Amorim foi claro: “O Brasil não está sendo contaminado. Os países são diferentes e cada um deles deve encontrar o melhor modelo para resolver seus problemas. No caso do Brasil, não se pode pensar na economia sem o setor privado e acredito que estamos no caminho certo”, disse.

FSM no Quénia

Brasília envia 34 representantes a Nairobi, Quénia, para a sétima edição do Fórum Social Mundial e a primeira em África. A delegação será liderada por Luiz Dulci, da Secretaria Geral da Presidência e terá representantes de 11 Ministérios (Saúde, Cidades, Educação e Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial).

Luiz Dulci declarou à imprensa que “Vamos mostrar nossas experiências, sobretudo de participação dos movimentos sociais na elaboração de políticas públicas. Mas também mostraremos os resultados destas políticas sociais”, acrescentando que “vamos também para conhecer as dos outros países que têm, como nós, participação social forte”.

Márcia Miranda

PRAVDA.Ru

BRASIL


Loading. Please wait...

Fotos popular