Pravda.ru

Mundo

Indía: vitórias comunistas

15.05.2006
 
Indía: vitórias comunistas

Neste passado fim-de-semana realizaram-se eleições legislativas em alguns estados da Índia, tendo os comunistas indianos obtido vitórias bastante expressivas em Bengala Ocidental e em Kerala.

Em Begala Ocidental, cuja capital é Calcutá, a Frente de Esquerda, liderada pelo Partido Comunista da Índia (Marxista) obteve a 7ª vitória consecutiva desde 1977. E reforçou bastante as suas posições, conquistando uma maioria de três quartos dos assentos do parlamento estadual - e tendo o PCI(M) obtido sozinho a maioria absoluta. Parece assim ter sido consolidada a sucessão do líder histórico do PCI(M) em Bengala Ocidental, Jyoti Basu, que, aos 86 anos de idade, em 2000, passou a liderança do governo estadual a Buddhadeb Bhattacharya, actualmente com 62 anos de idade e que deverá ser reconduzido no cargo.

Em Kerala, os comunistas voltaram ao poder, onde têm participado intermitentemente desde a década de 1950. A Frente de Esquerda e Democrática, liderada pelo PCI(M) obteve desta vez uma clara maioria absoluta no parlamento estadual, com dois terços dos deputados.

Para o Politburo do PCI(M), as suas "explêndidas vitórias" eleitorais nestes estados "vieram reforçar o papel da esquerda na política nacional".

Os comunistas, e a Frente de Esquerda que lideram, apoiam o actual governo centrista da Índia, com base num restrito programa comum, que permitiu afastar o anterior governo da direita nacionalista hindu e inflectir várias das suas políticas.

Segundo o jornal francês l'Humanité, "a oposição dos comunistas às tentativas de privatizações empreendidas pela equipa governamental, nomeadamente os aeroportos indianos, foi bastante rude nos últimos meses, com greves e manifestações" . E segundo o jornal português Diário de Notícias, os comunistas indianos "já manifestaram a intenção de reforçar a pressão sobre o Governo de Manmohan Singh para que aprove mais medidas sociais e se afaste dos EUA. Irão ainda opor-se com mais peso à liberalização económica".

Luís de Carvalho

PRAVDA.RU


Loading. Please wait...

Fotos popular