Pravda.ru

Mundo

Haiti: Tsunami de ajuda humanitária

15.01.2010
 
Haiti: Tsunami de ajuda humanitária

Catastrófica situação no Haiti com relatos não confirmados de centenas de milhares de mortes. A magnitude do terremoto foi 7,0 – visível segundos depois do primeiro choque às 16.53 de terça-feira à tarde na pilha enorme de escombros e poeira que era Port-au-Prince, testemunhando o colapso de milhares de edifícios, literalmente engolidos pela Terra. Mas o que é surpreendente é o espírito do povo do Haiti.


Qualquer tentativa de contato com os hospitais, a saber: Hopital du Canapé Vert, Hopital Maternite Sapiens, Hopital de l'Université d'Etat d'Haiti, Hopital Saint François de Sales, Hopital OFATMA, Clinique de la Santé, Hopital Francais d'Haiti recebe uma linha interrompida e o estatuto oficial (ONU) declarado como "desconhecido".


A escala da devastação dá uma antevisão arrepiante do possível número de vítimas: Edifício da UNO, destruído. 115-200 estrangeiros empregados das Nações Unidas desaparecidos. Palácio Presidencial: Destruído. Edifícios do Governo: "destruídos". Favelas inteiras nas encostas da cidade: desapareceram. Deslizamentos de terra. Penitenciária: Destruída. Cruz Vermelha: 3 milhões de pessoas são afetadas. Parlamento: Destruído. Ministério das Finanças: Destruído. Ministério da Justiça: Destruído. Ministério do Trabalho: desapareceu. Ministérios da Cultura e das Comunicações: severamente danificados.
Presidente Preval: "Você tem que ver para acreditar. Montes de casas destruídas, hospitais, escolas, casas particulares - um monte de gente na rua, mortos."


Jean-Max Bellerive, Primeiro-Ministro, já declarou que o número de mortos pode subir para mais de 100,000, o que segundo alguns relatórios poderão ser uma estimativa conservadora.


Os abalos tremendos das réplicas (5,9 e 5,5 graus na escala Richter) derrubaram o que o tremor original não destruiu nesta cidade de três milhões de pessoas, uma faixa enorme da qual foi arrasada a escombros. Centenas de edifícios estão em cinzas e o número de pessoas presas sob os escombros ainda não foi calculado.


Ajuda humanitária russa
O Ministério de Emergência da Rússia está a preparar um esforço enorme de ajuda humanitária. Dmitry Medvedev mandou enviar um hospital russo móvel para a ilha. Na quinta-feira um avião Il-76 chegará ao Haiti com 45 pessoas a bordo, incluindo 20 médicos. O hospital móvel terá capacidade para receber 50 pacientes duma só vez e tem uma unidade de cuidados intensivos com 6 a 10 camas. Tem todo o equipamento necessário, incluindo sala de operações, banco de sangue, departamentos de diagnóstica, ultrasom, Raios-X e ECG. Outros dois aviões seguiram de Ramenskoye esta tarde.

Presidente Medvedev, enviou suas condolências ao presidente René Préval

O nobre povo do Haiti
A nota, a enorme solidariedade entre o povo do Haiti, as pessoas estão ajudando uns aos outros o melhor que podem, na criação de hospitais improvisados na carroçaria de automóveis, clínicas móveis nas porta-bagagens de veículos, carros se transformam em ambulâncias, o conhecimento é partilhado para o bem comum, não há relatórios de saques generalizados.

Cruz Vermelha estima 45.000 a 50.000 mortos. Oferta generosa dos EUA

A Cruz Vermelha oferece a primeira estatística semi-oficial de entre 45.000 e 50.000 mortos, embora haja outras fontes que sugerem um número até dez vezes superior, portanto 5% da população do país. Entretanto, os Estados Unidos da América faz o que só pode ser descrito como uma oferta muito generosa, nomeadamente cem milhões de dólares e milhares de tropas.

No entanto, por bem intencionado que sejam todos os esforços da comunidade internacional, 48 horas depois, as pessoas debaixo dos escombros lutam pela sua sobrevivência e precisam de bem mais do que as gotas de apoio que estão visíveis no terreno. Fica a noção de que a humanidade consegue fazer muito mais e muito mais rapidamente quando se trata de uma operação militar do que a implementação de programas de apoio humanitário para salvar vidas.

Haiti Earthquake Appeal
http://www.ammado.com/haitiappeal

Lisa KARPOVA

PRAVDA.Ru


Loading. Please wait...

Fotos popular