Pravda.ru

Mundo

Capitão Augusto Pinochet Molina expulso do Exército

14.12.2006
 
Capitão Augusto Pinochet Molina expulso do Exército

O capitão , Augusto Pinochet Molina , foi expulso do Exército chileno ontem, um dia depois de pronunciar um duro discurso político, vestido de uniforme, no funeral de seu avô , ex-ditador Augusto Pinochet Ugarte, informarou aos jornalistas o comandante-em-chefe do Exército , Oscar Izurieta.

"É verdade, aconteceu hoje", disse a fonte à imprensa  quando questionada sobre uma informação veiculada pela televisão estatal chilena.

O neto de Pinochet foi duramente criticado por seu discurso no funeral de terça-feira, em que elogiou o avô por derrubar pela força o presidente socialista Salvador Allende, em 1973, e atacou os juízes que tentaram levar Pinochet a julgamento por violações aos direitos humanos.

O capitão Pinochet Molina , de 33 anos, que  iniciou sua carrera militar em 1933, falou sem autorização de seus superiores. Afirmou ainda que seu avô foi um lider mundial  por derrotar “ em plena guerra fria , pela via armada o Governo marxista , que pretendia impôr seu modelo de totalitarismo”.

Izurieta disse que o jovem Pinochet como capitão do Exército e como tal proibido de fazer declarações políticas, cometeu "uma séria violação de disciplina".

Parte da imprensa local disse que o neto de Pinochet pediu para deixar o Exército, mas a fonte militar disse que esse não foi o caso, pelo menos formalmente.

"Ele nunca fez um pedido oficial. Talvez ele tenha falado a respeito, mas ele nunca fez", disse .

O decreto sobre expulso do capitão Pinochet Molido deve ser firmado hoje pela ministra de Defesa chilena , Vivianne Blanlot. O comandante- em- chefe deu a compreender que a questão “já está decidida.”

 Com agências


Loading. Please wait...

Fotos popular