Pravda.ru

Mundo

Estatística triste

14.07.2006
 
Estatística triste

 Worldwatch Institute de EUA divulgou a informação por um relatório denominado "Sinais Vitais 2006-2007" que os prejuízos económicos assosiados aos desastres naturais atingiram o valor recorde de 160 milhões de euros em 2005, guase duplicando o anterior máximo de 1998.

Três dos dez maiores furacões de sempre aconteceram em 2005, incluindo o Katrina (EUA), que causou estragos avaliados em 98 milhões de euros ao devastar Nova Orleães e outras zonas do sudeste norte-americano.

Os estudos sobre o clima têm demonstrado que o aquecimento da temperatura dos oceanos pode provocar furacões mais intensos, com ventos mais rápidos e mais chuva.

No último ano, cerca de 20% dos recifes de coral mundiais foram destruídos, bem como 20% de mangais (florestas de mangueiras), ambos considerados como "amortecedores" naturais costeiros contra catástrofes naturais.

O declínio dos ecossistemas está a prejudicar os serviços vitais que prestam, incluindo o fornecimento de água potável e alimentos e a regulação do clima e da qualidade do ar.

A destruição dos ecossistemas está também a aumentar o risco de alterações potencialmente irreversíveis como as mudanças climáticas regionais, o surgimento de novas doenças e a formação de "zonas mortas" (pobres em oxigénio) nas águas costeiras.


Loading. Please wait...

Fotos popular