Pravda.ru

Mundo

Feiras de Negócios

14.05.2007
 
Pages: 123
Feiras de Negócios

PRAVDA: Tivemos o raro privilégio de conhecer a Sra. Sonia Graupera com posicionamento de Diretora Internacional da organizadora de Feiras e Centro de Exposições Fira Barcelona. Qual é seu posicionamento atual e suas funções ?

SONIA GRAUPERA: Aquele posicionamento de Diretora Internacional envolveu tudo quanto tinha a ver com o desenvolvimento da estratégia internacional das feiras próprias, ou seja organizadas pela FIRA BARCELONA. No posicionamento atual de International Business Development fico com a responsabilidade de atrair feiras externas numa grande maioria de fora a Espanha para se hospedar no Centro de Exposições da Fira Barcelona. Também represento a Fira nas associações internacionais do segmento feiras.

P: Ganhar o carimbo de destaque numa organizadora de feiras tão importante reflete colheita de experiência no passado. Quando acabou sentindo que tinha ficado inserida no ambiente das feiras de negócios?

SG: Comecei como tradutora nas feiras sendo ainda estudante, a maior porção de tempo como estudante na Alemanha, nas feiras de Colonia e Düsseldorf. Com certeza o alvo inicial foi ganhar uma graninha mas tendo sempre como objetivo fundamental obter essa experiência toda no segmento empresarial fora que tratava-se dum trabalho muito variável e lotado de fatos positivos que dava para absorver.

Em algumas oportunidades acabei trabalhando para fábricas de bicicletas da Itália, numa outra para chocolates vindos dos EUA e as vezes o segmento foram móveis holandeses para empresas.

Assim que acabei a universidade tentei trabalhar numa organizadora de feiras e o azar esteve do meu lado pois minha carreira deu início com posicionamento de Assistente á Direção de várias feiras até ter conseguido o posicionamento de Diretora da Feira da Fotografia, Sonimagfoto.

Após um ano ganhei a nomeação de Diretora Internacional, quatro anos na frente acabei obtendo a última nomeação que é a atual, Diretora de Feiras Externas, International Business Development, sempre na FIRA Barcelona.

P: No mundo atual alcançar objetivos envolve “equipas” por fora dos destaques como é teu caso. Seu trabalho tem o apoio das Representações da Fira pelo mundo na procura do sucesso?

SG: Tenha certeza absoluta que o sucesso internacional das feiras da Fira é responsabilidade das representações que temos espalhadas pelo exterior, pois concretizam a divulgação para expositores e visitantes que vem de fora com o orçamento planejado também junto com essas representações além da distribuição dessa verba disponível.

P: Percebe-se o progredir constante da Espanha.

Acha que de mãos dadas com o Portugal e a Polônia acabam sendo o Patinho Feio da Europa ?

SG: De jeito nenhum !!!

Não somos o Patinho Feio da Europa. Na minha opinião não tem país que possa se sentir desse jeito assim pois todos temos contribuido nos diferentes setores da indústria e consumo. Porém uma feira poderia ser importante no seu segmento, no estado ou simplesmente referência mundial desse setor.

As feiras e centros de exposições contribuem e tanto na economia dessa cidade.

P: Qual é o papel da Catalunha neste progredir da Espanha ?

SG: Catalunha é muito importante na área industrial.

P: Além da liderança no segmento das feiras da Fira na Espanha…quanto tem a ver nessa imagen ser mais um membro da AFE (Associação Feiras da Espanha), UFI (Associação Geral da Indústria das Feiras), ICCA (Associação Internacional de Feiras e Centros de Exposições), ou na Associação de Feiras da América Latina?

SG: Estas associações são ponto de encontro do segmento, estabelecendo-se intercâmbios de opiniões, alianças e até Benchmarking. É bom salientar que resulta fundamental para Fira BCN ter participação nestas associações.

P: Portugal é o país com maior visitação nas feiras FIRA BCN, seja qual for o segmento? Brasi ? Federação Russ ? Angola?

SG: Sem dúvida Portugal é o país com mais visitantes nas feiras da Fira junto com a Itália e França mas cada um dos países do mundo são extremamente importantes para nós.

P: Na maioria dos casos FIRA trabalha a divulgação dos produtos fora a divisa espanhola de mãos dadas com associações além da Generalitat de Catalunha. Acha que os vôos internacionais sem conexões até o Aeroporto El Prat são importantes no desenvolvimento das feiras Fira sendo que outros aeroportos européios levam vantagem quanto ao assunto?

SG: Fica absolutamente claro que as conexões aéreas são extremamente importantes. Hoje Barcelona continua o processo de expansão do Aeroporto El Prat e no finalzinho deste ano 2007 vamos ter um quarto terminal pois a cidade recebe acima de dois milhões de pessoas / mês.

Ter o maior número de conexões internacionais é o primeiro objetivo se nosso alvo é ficar mesmo sendo internacionais nas diferentes feiras, e desse jeito assim oferecer soluções para os segmentos industriais espanhóis.

P: Qual é o papel do COPCA (divulgação internacional das indústrias catalãs) para Fira e Catalunha ?

SG: O Copca tem um papel fundamental na divulgação dos negócios e das indústrias catalãs fora a Espanha. Trata-se dum “embaixador” dos negócios catalães multiplicando tudo quanto se faz em Catalunha.

É um serviço de apoio muito valorizado dando uma ajuda na divulgação da Rede Industrial catalã que anseia internacionalizá-se.

Pages: 123

Loading. Please wait...

Fotos popular