Pravda.ru

Mundo

Chávez propôs humanizar a guerra na Colômbia

14.01.2008
 
Chávez propôs humanizar a guerra na Colômbia

O presidente venezuelano Hugo Chávez , falando no programa dominical (13) “ Alô Presedente “ propôs que as FARC e o ELN sejam reconhecidos como um grupo insurgente e não terroristas. Segundo Chávez essa medida permitirá cambiar os métodos de regulação do conflito militar na Colômbia.

 Chávez disse que o problema da guerrilha colombiana «é uma guerra que não está regulada por nenhuma lei, porque é uma guerra civil. Daí que eu proponha que a guerra na Colômbia comece a ser regulada pelos protocolos de Genebra».

«Esse é o objectivo da minha proposta: humanizar a guerra como um primeiro passo e, para a humanizar, o presidente (Álvaro) Uribe (da Colômbia) pode dar um passo histórico, porque foi ele que solicitou ao presidente norte-americano (George) Bush para incluir as FARC na lista dos grupos terroristas, depois dos atentados de 11 de Setembro (nos EUA)», referiu.

Hugo Chávez sublinhou ainda «a Venezuela é o país mais afectado por essa guerra, depois da Colômbia» e que, se as FARC aceitassem o estatuto de grupo armado em guerra contra as forças governamentais, entrariam de imediato nos protocolos de Genebra, e não poderiam, por exemplo, recorrer ao sequestro«.

Segundo o presidente venezuelano nem as FARC nem o ELN têm venezuelanos em cativeiro. Colômbia recusou na sexta-feira a solicitação de Chávez , argumentando que os grupos utilizam “ métodos de extermínio da humanidade.


Loading. Please wait...

Fotos popular