Pravda.ru

Mundo

Imprensa russa censura concessão do Prêmio Nobel da paz a Marti Ahtisaari

13.10.2008
 
Imprensa russa censura concessão do Prêmio Nobel da paz a Marti Ahtisaari

A imprensa russa censura de forma unânime o concessão do Prêmio Nobel da paz ao ex-presidente finlandês Marti Ahtisaari, autor da formula de regulação para Kosovo. “ Em respeito aos políticos deveria aplicar-se a mesma regra que no caso aos investigadores.

 É necessário premiar soluções políticas comprovadas com a passagem do tempo. Em vez de buscar um compromisso , Ahtisaari impôs uma formula preparada aos sérvios e até declarações escandalosas que demonstram seu preconceito”, disse Elena Guskova, experta russa em estúdios bancários numa entrevista ao jornal Vremia Novostei.

É impossível, tal vez , despolitizar o Prêmio Nobel da Paz porque toda guerra e todo processo da regulação estão absolutamente vinculados com a política, disse.

Por seu lado o outro periódico Nezavisimaya Gazeta questiona a declaração do Chanceler russo Serguei Lavrov, que o Prêmio Nobel da Paz deveria estar “livre da política”, mas ao mesmo tempo admite que o Comitê da Oslo poderia “ o atribuir à pessoa menos comprometida”.

O Nobel da Paz não é o único prêmio entregue a Ahtisaari “por regulação em Kosovo”.

Segundo RBC Daily, um agente do serviço secreto da Sérvia afirmou a este jornal que o presidente finlandês “recebeu dois milhões de euros de um mafioso albabno-kosovar”. O oficial cita uma fonte que um serviço de espionagem alemão , BND, havia transmitido supostamente ao secretário geral da ONU essa informação e agrega que “há motivos para suspeitar que as comissões ilegais pagadas fossem pelo menos dez vezes superior”.

Os bandidos albaneses compensaram essa inversão, destaca o diário. São os governantes reais em Kosovo, o buraco negro da Europa que existe graças aos ingressos de narcotráfico, a prostituição e o tráfico de armas.


Loading. Please wait...

Fotos popular