Pravda.ru

Mundo

Fujimori condenado e multado pela primeira acusação

12.12.2007
 
Fujimori condenado e multado pela primeira acusação

Um tribunal peruano em primeira instância condenou esta terça-feira (11) o ex-presidente peruano Alberto Fujimori a seis anos de prisão e lhe ordenou pagar uma multa de 135.000 dólares ao Estado, segundo AFP.

O tribunal lhe proibiu apresentar-se para nenhum posto político durante dois anos. Fujimori foi julgado por ter ordenado a invasão da residência da mulher de seu ex-assessor Vladimiro Montesinos, durante seu mandato, de acordo com veredicto lido pelo tribunal especial da Corte Suprema.

A sentença foi lida na presença do ex-presidente, que apelou de maneira imediata.

O ato foi realizado em uma sede policial de Lima onde Fujimori está detido desde setembro, quando foi extraditado do Chile.

Esta é a primeira condenação de Fujimori, que enfrenta duas acusações de violação dos direitos humanos e outras quatro por corrupção.

O ex-presidente escutou a sentença impassível e, ao sair da sala, despediu-se com um sorriso dos três filhos, que acompanhavam o julgamento.

Fujimori foi condenado por "abuso de poder" ao ordenar a invasão da residência de Trinidad Becerra, mulher de Vladimiro Montesinos, por um falso oficial.

A invasão ocorreu em 7 de novembro de 2000, nos últimos dias do governo de Fujimori, que acabou em meio a um escândalo de corrupção envolvendo Montesinos.

A invasão tinha por objetivo buscar fitas de vídeo que poderiam comprometer o ex-presidente em atos de corrupção, já que Montesinos costumava filmar secretamente suas reuniões com personalidades.

Vários destes vídeos foram divulgados após o fim do regime de Fujimori e seu conteúdo serviu de prova contra o próprio Montesinos.

Fujimori também está sendo julgado por seu envolvimento na morte de 25 pessoas, entre 1991 e 1992, e pelo seqüestros de opositores a seu governo (1990-2000), o que pode levar o ex-líder peruano a terminar seus dias na prisão.


Loading. Please wait...

Fotos popular