Pravda.ru

Mundo

9/11: Lembrando do Chile

12.09.2006
 
9/11: Lembrando do Chile

A Secretaria de Relações Internacionais do PT divulgou nota nesta segunda-feira lembrando que o dia 11 de setembro, marcado desde 2001 pelo atentado contra as torres do World Trade Center e o Pentagono, foi também a data em que ocorreu, há 33 anos, o golpe de Estado no Chile.

O texto faz referência às últimas palavras do presidente Salvador Allende ao povo chileno, transmitida por rádio naquele mesmo dia, e afirma ser preciso honrar sua memória para “dar prosseguimento à luta pela democracia e pelo socialismo”.

"Trabajadores de mi patria: tengo fe en Chile y su destino. Superarán otros hombres este momento gris y amargo, donde la traición pretende imponer-se. Sigan ustedes sabiendo que, mucho más temprano que tarde, se abrirán las grandes alamedas por donde pase el hombre libre para construir una sociedade mejor. Viva Chile, viva el pueblo, vivan los trabalhadores! Éstas son mis últimas palabras, teniendo la certeza de que el sacrificio no será en vano. Tengo la certeza que, por lo menos, habrá una sanción moral que castigará la felonia, la cobardia y la traición".

Estas foram as últimas palavras que o presidente Salvador Allende conseguiu transmitir, através de transmissão radiofônica, para o povo chileno, no dia 11 de setembro de 1973.

Naquele dia, um golpe militar, apoiado pelos Estados Unidos e pela burguesia chilena, interrompia o governo da Unidade Popular, aliança encabeçada pelo Partido Socialista e pelo Partido Comunista, que em 1970 elegera Salvador Allende presidente do Chile.

A história do governo da Unidade Popular (1970-1973), do golpe e da ditadura militar (1973-1989) encabeçada pelo tristemente célebre Augusto Pinochet, é contada em diversos livros. Também há muitas páginas da internet tratando do tema. Mais recentemente, foi lançada no Brasil uma caixa de DVDs, com cenas da época e depoimentos dos participantes. Esta coleção, denominada "A batalha do Chile", do cineasta Patricio Guzmán, é um instrumento indispensável nas atividades de formação política.

Milhares de chilenos tombaram, naquele 11 de setembro e nos anos de ditadura; 33 anos depois, devemos honrar sua memória e, principalmente, dar prosseguimento à luta pela democracia e pelo socialismo.

Fonte: PT


Loading. Please wait...

Fotos popular