Pravda.ru

Mundo

Bush começou campanha eleitoral na Albânia

11.06.2007
 
Bush começou campanha eleitoral na Albânia

Após uma visita rápida à Albânia, o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, chegou ontem a Sófia, Capital da Bulgária, última escala de um tour europeu que termina hoje. No domingo (10) em Tirana Bush “ heroicamente “ ameaçou agir sem um acordo com os russos pela independência da província sérvia Kosovo de maioria albanesa.

Se os americanos e europeus, favoráveis a independência do Kosovo, não chegarem rapidamente a acordo com os russos e os sérvios, que lhe são hóstis, “ devemos dizer: basta, o Kosovo é independente”, declarou Bush numa conferência de imprensa em Tirana. Bush disse apoir a integração da Albânia na Nato.

Segundo a imprensa russa as declarações feitas na Albânia pelo presidente dos Estados Unidos sobre a necessidade "urgente" de uma independência para o Kosovo, "estão relacionadas com o começo da campanha eleitoral nos EUA".

O presidente da Rússia Vladimir Putin se reuniu neste domingo com o primeiro-ministro da Sérvia Vojislav Kostunica e perguntou a ele diante da imprensa se mudou a posição da Sérvia quanto ao futuro do Kosovo. Kostunica assegurou que "a posição da Sérvia continua invariável". E Putin acrescentou: "A da Rússia também".

O presidente russo insiste que o reconhecimento de uma independência do Kosovo, que representa 15% do território da Sérvia, violaria uma das normas básicas do direito internacional: o respeito à integridade territorial.

Desse modo, segundo o Putin, seria aberto um perigoso precedente para outros territórios e movimentos separatistas conseguirem a independência ilegalmente. Por isso, a Rússia vetará qualquer resolução da ONU nesse sentido.   Putin, deixou recentemente patente sua postura ao negar que o caso do Kosovo seja diferente dos de outras regiões com movimentos separatistas, como a Abkházia, a Ossétia do Sul, a Transnístria e o País Basco - para os quais não há pressão internacional a favor de independência. “Não entendemos por que teríamos que apoiar uma série de princípios em uma parte da Europa e outra em outras regiões do continente”, disse Putin.

A Bulgária - país que não está incluído no polêmico projeto de segurança antimísseis americano no leste da Europa - pedirá um benefício do mesmo nível de segurança dos outros países da Otan.


Loading. Please wait...

Fotos popular