Pravda.ru

Mundo

Governos do Brasil e da Argentina enfatizam serviços e investimentos em reunião bilateral

10.09.2008
 
Governos do Brasil e da Argentina enfatizam serviços e investimentos em reunião bilateral

Serviços e investimentos, esses foram os principais assuntos debatidos na reunião da Comissão de Monitoramento do Comércio Brasil-Argentina, realizada ontem (8/9) no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), em Brasília.

De acordo com o secretário de Comércio Exterior do MDIC, Welber Barral, os dois países vão promover um maior intercâmbio nesses setores para elevar a corrente de comércio (exportação + importação) e estimular ações conjugadas nessas áreas.

Durante a reunião ainda foram discutidos aspectos de monitoramento nas áreas de piscicultura, brinquedos, produtos da linha branca (fogão, geladeira, máquina de lavar), entre outros.

Entre janeiro e julho deste ano, a balança comercial de bens exportados pelo Brasil para a Argentina registrou US$ 10,353 bilhões, o que representou um crescimento de 35,8% em relação aos primeiros sete meses de 2007, cuja exportação foi de US$ 7,625 bilhões. Já as importações brasileiras provenientes do país, nestes primeiros sete meses, cresceram 31,3% em relação ao mesmo período do ano passado.

Os principais produtos exportados para a Argentina, no período, foram automóveis de passageiros (15,2%); autopeças; (7%); aparelhos transmissores ou receptores (5,9%); veículos de carga (5,2%) e motores para veículos (4,1%). Com relação às vendas brasileiras para os argentinos, foram importados US$ 7,3 bilhões, com destaque para automóveis de passageiros (17,2%); trigo em grão (11,1%); naftas (10,5%); veículos de carga (6,2%); e autopeças (5,7%).

A corrente comercial entre Brasil e Argentina nos primeiros sete meses de 2008 foi de US$ 17,6 bilhões, com superávit de US$ 3 bilhões para o Brasil. Em 2007, nesse mesmo período, o fluxo foi de US$ 13,2 bilhões, com superávit brasileiro de US$ 2 bilhões.

A delegação brasileira foi chefiada pelo secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Ivan Ramalho, e o grupo argentino pelo secretário de Indústria da Argentina, Fernando Fraguío.


Fonte: MDIC


Loading. Please wait...

Fotos popular