Pravda.ru

Mundo

Correa considera orgulho recuperação da autoestima no Equador

10.08.2016
 
Correa considera orgulho recuperação da autoestima no Equador. 24873.jpeg

Quito, 8 ago (Prensa Latina) O presidente Rafael Correa afirmou hoje que seu maior orgulho é ter conseguido uma mudança de atitude no Equador, uma recuperação da autoestima.

Encontrei um país desmoralizado, desesperançoso, desmobilizado, éramos os mais corruptos, os mais preguiçosos, os mais tolos, com isso a imprensa nos bombardeava todos os dias, afirmou o chefe de Estado durante um intercâmbio com meios de comunicação nesta capital.

Depois de nove anos de governo, Correa assegura que agora se vive uma situação e atitude diferentes, pois ser equatoriano passou a ser um orgulho.

Entre os erros cometidos, o estadista pensa que talvez se equivocou em apoiar certas autoridades dentro da Assembleia Constituinte que lhe fizeram perder muito tempo, pois tinham suas lealdades em outros lados.

Um dos aspectos no qual gostaria de trabalhar com maior força é em diminuir ainda mais a pobreza, e dentro dela situou uma de suas grandes decepções pessoais: não ter podido erradicar a desnutrição infantil.

Se voltasse a começar esta experiência, poria muito mais cuidado, muito mais acompanhamento para erradicar de uma vez por todas a desnutrição infantil, revelou.

O dignatário confessou que gostaria de realizar muitíssimas obras mais, pois, apesar de ser muito grande o caminho andado, a seu critério, falta muito por fazer. Mas ninguém pode negar a década ganha, exclamou em alusão ao seu período de governo no qual pôs em marcha o projeto político conhecido como Revolução Cidadã.

Nas palavras de Correa, Equador mudou drasticamente, pois sua economia duplicou-se, deixou de ser um país de renda baixa para ser um país de renda média, o Produto Interno Bruto cresceu em mais de dois pontos anuais e seus progressos em matéria de educação, saúde e segurança são inegáveis.

De acordo com dados da Comissão Econômica para a América Latina e Caribe (Cepal), esta nação sul-americana converteu-se na última década em uma das mais três equitativas do continente.

Também tinha as piores estradas da América Latina, segundo recordou o presidente, e agora possui a melhor infraestrutura viária, reconhecida pelo Foro Econômico Mundial.

O chefe de Estado destacou o trabalho de seu governo por diversificar a matriz energética do país com a construção de oito hidrelétricas, graças às quais 85% da energia atualmente é de origem hídrica.

Como outro benefício dessa transformação, Correa mencionou o fato de que neste momento Equador exporta energia limpa à Colômbia e ao Peru quando até sua chegada ao poder, em janeiro de 2007, dependia de importar.

Fonte

 


Loading. Please wait...

Fotos popular