Pravda.ru

Mundo

Hamas contrata Mickey Mouse para guerra ideológica

10.05.2007
 
Hamas contrata Mickey Mouse para guerra ideológica

O governo palestino ordenou nesta quarta-feira (09) o cancelamento do programa infantil transmitido pela emissora televisiva do Hamas, que usava uma imitação do rato Mickey Mouse para divulgar às crianças mensagens sobre a supremacia islâmica.

O programa “Pioneiros de Amanh㔠atraiu a atenção da comunidade internacional depois de alguns excertos terem sido publicados no YouTube, com legendas em inglês. Ao fim de sucessivas queixas de entidades israelitas, o governo decidiu retirar o programa.

“Exigi que o Hamas suspendesse o programa porque considero errado usarem-no para passar mensagens políticas às crianças”, explicou o ministro da Informação Mustafa Barghouthi ao jornal New York Daily News, escreve Expresso.

 “A lei diz que a educação deve ser neutra e que as crianças não devem ser expostas a propaganda política”, concluiu. 

A filha de Walt Disney, o criador do famoso rato Mickey, também já demonstrou o seu desagrado pelo uso indevido da personagem. Em declarações ao mesmo jornal nova-iorquino, Diane Disney Miller considerou que o ícone da cultura norte-americana está a ser usado para passar mensagens de “puro mal”, ao incitar o terrorismo e aniquilação de Israel e dos Estados-Unidos.

“Tenho uma afeição especial pelo Mickey mas não é essa a questão principal. O problema é ele estar a ser usado para ensinar crianças a agirem incorrectamente”, justificou a filha de Walt Disney. “O mundo ama as crianças e esta atitude vai contra toda a humanidade. Estamos a lidar com pura maldade”.

Após a confusão gerada pelo programa “Pioneiros de Amanhã”, o ministro da Informação palestiniano garantiu que todos os outros programas do Hamas vão ser revistos.


Loading. Please wait...

Fotos popular