Pravda.ru

Mundo

O perfil de Facebook do homem acusado de esfaquear Bolsonaro

09.09.2018
 
O perfil de Facebook do homem acusado de esfaquear Bolsonaro. 29480.jpeg

O perfil de Facebook do homem acusado de esfaquear Bolsonaro

Jornal GGN - O suposto autor da facada no abdômen que lesou o fígado e levou Jair Bolsonaro (PSL) ao centro cirúrgico, em Minas Gerais, nesta quinta (6), teve o nome e perfil nas redes sociais divulgado à imprensa pela polícia, segundo informações da GloboNews veiculadas por volta das 18h. Adelio Bispo de Oliveira, solteiro, de Montes Clarinhos, já ganhou mais de 8 mil seguidores no Facebook e passou a ser alvo de xingamentos e ameaças de fãs de Bolsonaro. Ele teria confessado a autoria do crime.

Análises de jornalistas apontam que a página de Oliveira não traduz nenhum alinhamento político, mas demonstra apego a teorias conspiratórias e assuntos ligados à maçonaria, religião e grupos Illuminati. Em alguns comentários, ele insinua que uma "direita maçônica" promoveu o extermínio de "comunistas", como na ditadura.

Em outra postagem, na qual ele compartilha a notícia de uma operação da Polícia Federal na UFSC por causa de críticas à Operação Ouvidos Moucos, Oliveira escreveu: "Operação da PF deflagrada em 13 de marco. Mais uma vez o número 13 aparece em algo ruim, para completar o alvo da operação o dr Concelier morre em suposto suicídio em 2 de outubro, outro mês importante para a maçonaria, lembra do massacre do Carandiru? Em 2 de outubro?, e o outubro negro na europa?" (sic)

A página de Oliveira indica que ele é crítico não só de Bolsonaro, mas de outros políticos de centro-direita, como Geraldo Alckmin e Ana Amélia (que é alvo de um post recente). Figuras como Alexandre Frota também são repudiadas.

Folha de S. Paulo e Estadão tentaram fazer uma associação entre o agressor e a esquerda. Segundo a Folha, Oliveira foi filiado ao PSOL até quatro anos atrás, depois se desligou e nunca mais se vinculou formalmente a uma legenda. O PSOL - e outros candidatos e partidos, de todas as esferas políticas - emitiram nota repudiando o atentado.

Um inquérito por tentativa de homicídio já foi instaurado. Quando a Bolsonaro, ainda não há informações completas sobre o estado de saúde do presidenciável.

http://www.patrialatina.com.br/o-perfil-de-facebook-do-homem-acusado-de-esfaquear-bolsonaro/

 


Loading. Please wait...

Fotos popular