Pravda.ru

Mundo

Quatro presos na Galiza suspeitos a atearem fogo na floresta

09.08.2006
 
Quatro presos na Galiza suspeitos a atearem fogo na floresta

 Nos últimos dias na Galiza no nordeste da Espanha foram registados cem incêndios florestais, perto de zonas habitadas. Conforme a agências espanholas, fazendeiros, proprietários rurais, moradores e visitantes com "desvio de comportamento" são os prováveis responsáveis pelo fogo.


As motivações dos primeiros vão desde conflitos de terra à intenção de estender as áreas de pasto. Desde quinta-feira, três morreram devido aos incêndios. Quatro foram presos, sob a suspeita de atearem fogo nas florestas.


Autoridades regionais pediram a ajuda do Exército do país para controlar as chamas. Bombeiros e 3.500 membros de brigadas florestais compõem as unidades de luta contra o fogo. Apoiados por 30 aviões, eles combatem, hoje, 64 focos: trinta e quatro estão sob controle.


Entretanto o Governo espanhol solicitou ajuda aos Estados-membros da União Europeia para o combate aos incêndios na Galiza, anunciou em Bruxelas o porta-voz comunitário Michael Mann. O pedido de Madrid especifica a necessidade de obter, com urgência, três aviões "Canadair", cinco helicópteros bombardeiros e 25 camiões, para o combate às chamas.
A solicitação foi feita ao Centro de Informação e Monitorização (MIC) da Comissão Europeia, que centraliza e coordena a ajuda a nível europeu.


O MIC é o sistema europeu que permite aos países afectados pedir recursos de Protecção Civil a outros Estados-membros, tendo como objectivo fornecer uma resposta coordenada e rápida aos fogos sazonais.


Loading. Please wait...

Fotos popular