Pravda.ru

Mundo

Sem a comunidade internacional, não seria possível a reincorporação

08.07.2019
 
Sem a comunidade internacional, não seria possível a reincorporação. 31316.jpeg

Sem a comunidade internacional, não seria possível a reincorporação

 

Autor: 

Conselho Político Nacional

Restrições para que corpos diplomáticos visitem os espaços de reincorporação vão na contramão da construção de paz contemplada nos acordos


Se conheceu a notícia de que algumas embaixadas receberam uma carta da Chancelaria colombiana na qual se põem algumas restrições para visitar os Espaços Territoriais de Capacitação e Reincorporação [ETCR]. O Conselho Político Nacional da Força Alternativa Revolucionária do Comum [FARC] rechaça as referidas restrições e as considera uma nova obstrução à implementação do Acordo de Paz e ao processo de reincorporação econômica e social da comunidade de ex-guerrilheiros.

Limitar a tarefa da comunidade internacional de acompanhamento atenta contra o espírito mesmo do Acordo de Paz. Alguns países têm sido garantidores ou acompanhantes do processo de paz desde a fase da negociação. Outros têm respaldado sua implementação com um importante apoio político e financeiro. O próprio acordo, em seu ponto 6.4, contempla o acompanhamento internacional como "um esforço de contribuição para fortalecer as garantias para o cumprimento dos acordos" e para "respaldar os esforços conjuntos para alcançar com êxito a implementação" [pág. 214].

O apoio diplomático tem sido de tal magnitude que podemos dizer que sem ele não seria possível o processo de reincorporação. Graças ao respaldo internacional se pôde efetuar iniciativas para brindar alternativas econômicas de reincorporação.

Desde instâncias como as Nações Unidas, a União Europeia, e desde várias embaixadas credenciadas em Colômbia se investiram importantes recursos para suprir as carências deixadas pelo Estado colombiano frente à implementação, assim como fortalecer as iniciativas de paz do coletivo fariano.

Exemplo destas ações de cooperação: o Fundo Europeu para a Paz alcançou os 125 milhões de euros para investimentos. Também as Nações Unidas, através do Fundo para a Consolidação da Paz, receberam recursosda ordem de 85 milhões de dólares que permitiram financiar mais de 70 projetos que beneficiam a vítimas, comunidades e ex-combatentes.

Ademais, com recursos da Suécia de aproximadamente 250 mil dólares, foram financiados 28 empreendimentos de resposta rápida, enfocados na autonomia alimentar dos ETCR; com financiamento de França, Noruega e Suécia por 670 mil dólares foram apoiados 37 empreendimentos dos ETCR e Áreas de Reincorporação; com recursos da Noruega por 100 mil dólares foram apoiados 10 projetos de mulheres em processo de reincorporação; e desde o Fundo Multidonante se cofinanciou 22 projetos produtivos coletivos de reincorporação, com recursos de 4.700 milhões de pesos.

Obstaculizar a presença da comunidade internacional e das agências de cooperação nos ETCR é parte da estratégia política de despedaçar o Acordo de Paz. O presidente Iván Duque não pode pretender uma campanha eleitoral favorecendo ao partido de governo e desmontando o Acordo de Paz. Não é certo que Duque esteja cumprindo com implementação do Acordo de Paz, como afirmou na Europa.

Os ETCR são cenários fundamentais de construção de paz e reconciliação, aí a comunidade fariana está materializando projetos produtivos, atividades formativas e planos de vida na civilidade junto às comunidades. São espaços abertos à cidadania e às instituições nacionais e internacionais, como qualquer ponto da geografia colombiana.

Conselho Político Nacional

Força Alternativa Revolucionária do Comum - FARC

Tradução > Joaquim Lisboa Neto

 


Loading. Please wait...

Fotos popular