Pravda.ru

Mundo

Irã testou com êxito o sistema TOR-1 e um míssil capaz de atingir navios de guerra

08.02.2007
 
Irã testou com êxito o sistema TOR-1 e um míssil capaz de atingir navios de guerra

Durante dois dias de manobras aeronavais na região do Golfo Pérsico e Mar de Omã o Irã testou com êxito o seu novo sistema de defesa anti-aérea russo TOR-M1 comprado há menos de um mês na Rússia e um míssil terra-mar de alcance de 350 km, informa televisão iraniana.

As manobras começaram nesta quinta-feira na região do Golfo Pérsico e Mar de Omã, precisou o general Hossein Salami, comandante da Força Aérea dos Guardiães da Revolução (Pasdaran).

A televisão iraniana mostrou imagens de camiões em que está montado o sistema TOR-M1, auxiliado por um radar ultramoderno, e do lançamento dos mísseis no sul do país.

«Este sistema é capaz de atingir aviões lentos, rápidos e mísseis de cruzeiro, podendo os mísseis ser disparados em menos de um segundo e as rampas rearmadas imediatamente», explicou o general.

Salami adiantou que o recurso a estes mísseis consta da «doutrina defensiva dos Pasdaran, para punir qualquer agressão» do inimigo.

No início de Janeiro, a Rússia entregou ao Irã os sistemas de defesa anti-aérea de mísseis terra-ar TOR-M1, no âmbito de um acordo de 700 milhões de dólares (cerca de 538 milhões de euros) assinado em Dezembro de 2005, que compreendeu 25 unidades.

   Hoje (8) o comandante-adjunto da aeronáutica dos Guardiães Ali Fadavi, confirmou  o testo de um míssil terra-mar.

"Testamos com êxito um míssil de cruzeiro batizado SSN4 ou Raad, que pode alcançar alvos a 300 km no Mar do Omã e no norte do Oceano Índico", disse Ali Fadavi.

Fadavi explicou que "o míssil é capaz de atingir navios de guerra no Golfo Pérsico, no Mar de Omã e no norte do Oceano Índico".

O projétil pode transportar uma ogiva de 500 kg, voar a baixa altitude e evitar os radares, segundo o comandante.

A administração do Presidente George W.Bush, que não exclui uma intervenção militar no Irão, apesar de continuar a apostar na diplomacia para tentar resolver a crise do programa nuclear iraniano, reforçou a presença no Golfo Pérsico com dois porta-aviões, onde as manobras dos Pasdaran decorrem até sexta-feira.

 Com Agências 


Loading. Please wait...

Fotos popular