Pravda.ru

Mundo

Niemeyer pede fim de bloqueio a Cuba em abaixo-assinado

07.10.2008
 
Niemeyer pede fim de bloqueio a Cuba em abaixo-assinado

Niemeyer firmou o documento em sua qualidade de Presidente de Honra do Comitê de Defesa da Humanidade, Capítulo Rio de Janeiro, secundado pela ativista e empresária Marília Guimarães, chefa da filial carioca desta Rede das Redes, como também se conhece.

O texto, dirigido a todos os brasileiros, em particular os membros do governo e entidades formadoras de opinião, descreve a imperiosa necessidade da ilha de Cuba em receber ajuda humanitária, já que a ilha sofreu a destrutiva influência de dois potentes furacões, sem contar a difícil, por si mesma, situação que vive o país por conta do bloqueio norte-americano.

Leia o texto a seguir e manifeste-se.

Adesões devem ser enviadas para o e-mail oscar.niemeyer@cdhrio.com.br *

*Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots , pelo que o Javascript terá de estar ativado para poder visualizar o endereço de e-mail, com nome completo, profissão, nacionalidade, país e cidade onde reside.

CONTRA O BLOQUEIO E PELA AJUDA HUMANITÁRIA À CUBA

Os abaixo-assinados dirigem-se aqui a todos os brasileiros e brasileiras, em particular aos membros de governo nos diversos níveis e a dirigentes de entidades representativas de opinião pública, para pleitear adesão a este pedido urgente de socorro à Cuba.

O povo cubano foi recentemente vítima de uma seqüência de furacões de força extraordinária, que causou ao país uma enorme devastação. Embora o número de mortos e feridos seja relativamente pequeno, graças a providências prévias de defesa civil que retiraram a população dos locais a serem atingidos, os danos materiais foram devastadores.

Em breve resumo, 450 mil prédios e casas foram destruídos, deixando centenas de milhares de pessoas em abrigos de emergência. A quase totalidade dos 700 mil hectares plantados com cana foram inundados ou arrasados, com perda da colheita, e 115 usinas de açúcar foram parcialmente destruídas.

Estragaram-se 800 toneladas de folhas de tabaco, perderam-se milhares de toneladas de alimentos estocados, inúmeras instalações produtivas foram danificadas.

Nas condições materiais difíceis em que vive há 50 anos, por força do bloqueio econômico dos Estados Unidos, o povo cubano sofre mais duramente as conseqüências dessa catástrofe natural.

O governo de Havana pediu ao de Washington que levantasse pelo menos por seis meses o bloqueio, a fim de permitir a aquisição de medicamentos e instalações necessários às emergências de saúde pública, à recuperação das habitações, à reativação dos serviços públicos e da economia da ilha. Os governantes de Washington negaram-se a atender o pedido.

É assim urgente que brasileiras e brasileiros, sem distinção de correntes política e segmento social, voltem sua atenção para a tarefa humanitária de socorro ao povo cubano. É preciso pressionar por todas as formas o governo dos Estados Unidos para que suspenda o bloqueio a Cuba. É preciso que todos os que tenham meios de o fazer enviem ao povo cubano ajuda material e mensagens de solidariedade.

a) Oscar Niemeyer - Presidente de Honra do Comitê de Defesa da Humanidade - Rede das Redes em Defesa da Humanidade - Capitulo Rio de Janeiro

b) Marilia Guimarães - Presidente do Capitulo Rio de Janeiro, brasileira, empresária, Rio de Janeiro, Brasil.

c) Teodoro Buarque de Hollanda - Sociólogo, brasileiro, Rio de Janeiro, Brasil

d) Eduardo Ebendinger , empresário, brasileiro, Rio de Janeiro, Brasil

e) Terezinha Lameira, professora, brasileira, Rio de Janeiro, Brasil

http://www.cubanoticias.ain.cu/2008/1006oscarniemeyer.htm

Agência Cubana de Notícias

www.cubanoticias.ain.cu

ainportugues@ain.cu


Loading. Please wait...

Fotos popular