Pravda.ru

Mundo

Iraque: Não se iluda, Presidente Obama!

07.05.2009
 
Iraque: Não se iluda, Presidente Obama!

A verdade nua e crua sobre Iraque precisa ser repetida vezes sem conta devido às informações erróneas e tendenciosas veiculadas por meios de comunicação controlados, que fazem tentativas diárias de reescrever o livro da história recente.

A Organização das Nações Unidas tem um Conselho de Segurança. Igualmente tem uma Carta. Por isso, os estados membros são obrigadas a usar o Conselho para a gestão de crises, este sendo um preceito fundamental e o devido recurso a ser usado para evitar uma guerra. Os EUA não seguiram esse caminho.

A guerra era consequentemente ilegal desde o começo e o que vimos foram exemplos de assassinatos, exemplos de tortura, violação dos direitos humanos, crimes de guerra, e mesmo assim a comunidade internacional nada fez para parar os EUA. A guerra não era acerca do terror tampouco, era uma vingança pessoal liderada por Bush seguindoo pretexto "Saddam tentou matar meu paizinho", Rumsfeld - que queria testar novos armamentos em combate de modo a aumentar contratos e vendas de armamentos americanos - e Cheney que queria ser encarregado da reconstrução ganhando contratos bilionários sem concurso.

Outros membros do regime odioso de Bush promoveram um pacote ilegal com contratos de petróleo, e outras pessoas influentes entregaram a Cheney uma lista de compra de peças valiosas dos museus de Bagdá antes mesmo da guerra começar.

Se isso não carece de decência comum, integridade e respeito pela lei, é difícil ver o que será. Ninguém com seu perfeito juízo poderá ter muita pena dos políticos norte-americanos mas sim das vítimas de políticos ávidos e sem senso – os civis e os soldados.

Nenhum membro do novo governo iraquiano foi escolhido com cuidado, simplesmente juntaram um grupo de políticos nas margens da sociedade iraquiana que levantavam uma bandeira anti-Saddam em um hotel em Londres e disseram que eles seriam o novo governo. Esta coleção heterogénea de criminosos e desajustados provou ser um insulto a comunidade internacional. A única razão pela qual a violência ainda não é tão catastrófica (mas está aumentando outra vez) é porque os EUA adotou uma política de

"se não pode vence-los, junta-se a eles" e começaram a pagar por fora grupos de Sunni para não os atacarem.

Em conclusão, se os Estados Unidos da América tivessem escutado a Rússia ou se tivesse respeitado a comunidade internacional, não se encontrariam nesta situação, que vai provavelmente durar por décadas. Na próxima vez, respeitem os preceitos da lei internacional e leiam o conteúdo dos compromissos que assinaram.

Timothy BANCROFT-HINCHEY

PRAVDA.Ru


Loading. Please wait...

Fotos popular