Pravda.ru

Mundo

Chama-se Justiça a uma sentença de morte?

05.11.2006
 
Chama-se Justiça a uma sentença de morte?

Vai contra qualquer noção de lógica um Cristão, ou qualquer seguidor de qualquer religião principal, apoiar a noção do Homem passar sentenças de morte, pois na grande maioria de países, e na totalidade dos que são considerados civilizados, não se pratica já esta sentença. Mas a decisão de sentenciar Saddam Hussein à morte por enforcamento é só mais um acto numa série de quebras de lei ao longo dos últimos anos.

Saddam Hussein é sentenciado à morte por enforcamento porque assinou as sentenças de 142 rebeldes que queriam assassiná-lo, em Dujail em 1982. Mas George Bush assinou as sentenças de 152 pessoas enquanto Governador de Texas. Será que ele também será enforcado?

Saddam Hussein invadiu o Kuwait porque este país estava a roubar o petróleo iraquiano. Os EUA invadiu Iraque sem qualquer pretexto legal, chacinou centenas de milhares de civis, destruiu estruturas com equipamento militar, quebrou a Carta da ONU, quebrou as Convenções de Genebra, cometeu actos de chacina e assassínio em grande escala. Será que o Bush vai ser enforcado por isso?

Nas prisões iraquianos, sob o regime de Saddam Hussein, foram praticados actos de tortura. Nas mesmas prisões, sob o regime fantoche controlado por Washington, foram praticados actos de tortura por pessoal militar norte-americano, de quem George Bush é Comandande Chefe. Será que o Bush vai ser enforcado por isso?

Se não havia qualquer legalidade na remoção de Saddam Hussein do poder, onde está a legalidade deste “tribunal” e suas sentenças e qual a jurisdicção com que opera?

Qualquer Cristão sabe que cabe a Deus dar ou tirar a vida, não o Homem e a fundamental lei da Cristandade é proteger a dádiva da vida. Por isso, o facto da Casa Branca reagir à notícia com o adjectivo “bom” sumariza a natureza satânica dos seus moradores e daqueles que se dizem Cristãos, mas que apoiam o regime de Bush. De facto, estão mais perto do Satanás.

A guerra no Iraque tem sido a antítese da justiça desde o início, sendo baseado em mentiras, avarice e arrogância. Se o apelo de Saddam Hussein não resultar, a História será seu juiz. É curioso que em vez de ser julgado pelos seus próprios crimes, a História irá julgá-lo em comparasão com os crimes de Bush, que são piores ainda.

Se Saddam Hussein for enforcado pelas suas acções, então também deveria ser George Bush. Aconteça o que acontecer, Saddam Hussein, vivo ou morto, será quem se rie mais alto. Ele sabe que foi ele que derrotou George Bush, que foi ele que fez com que Bush virasse contra os valores Cristãos que afirma respeitar, e cometer actos de assassínio, (a antítese da Cristandade) e sabe que será ultimamente Saddam Hussein quem escreve os annais da história acerca de Bush e não o contrário. George Bush será lembrado por causa do ertro monumental da sua política no Iraque e quer que ele goste ou não, Iraque e Saddam Hussein são intrínsicamente ligados.

Timothy BANCROFT-HINCHEY

PRAVDA.Ru


Loading. Please wait...

Fotos popular