Pravda.ru

Mundo

Giselle Bündchen: Mulheres vencendo barreiras em busca de energia limpa

05.06.2014
 
Giselle Bündchen: Mulheres vencendo barreiras em busca de energia limpa. 20418.jpeg

Giselle Bündchen: Mulheres vencendo barreiras em busca de energia limpa

Ícone da moda, Gisele Bündchen é Embaixadora da Boa Vontade do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente. Ela já foi premiada como celebridade mais verde do mundo.

Eu acredito que se você quiser ajudar o mundo a ser um lugar melhor, você tem que buscar saber o que está acontecendo em diferentes países. Quando saímos de nossas bolhas, podemos ver o que podemos fazer para promover a mudança.

Eu fui para o Quênia, por exemplo. Aprendi muito sobre os problemas do meio ambiente e energia  e também como as mulheres são surpreendentes quando trabalham juntas.

Eu pude ver com meus próprios olhos o que a Plataforma de Ação de Pequim significa. Esta agenda visionária para o empoderamento das mulheres foi adotada há quase 20 anos e, desde então, ela já falava sobre as desigualdades de gênero na gestão de recursos naturais, a proteção do meio ambiente e como nós precisamos quebrar essas barreiras.

Muitas vezes, as mulheres sofrem o impacto dos danos ambientais e têm pouco espaço para dizer como fazer as coisas de forma diferente. Ao mesmo tempo, as mulheres estão na linha de frente na proteção do meio ambiente. Porque nós entendemos que o nosso futuro depende disso.

Você sabe o quanto um simples fogão a lenha pode afetar a vida de uma mulher? As pessoas ainda o usam porque eles não utilizam energia moderna como a eletricidade. No entanto, os fogões a lenha produzem uma grande quantidade de fumaça tóxica. Isso prejudica o meio ambiente e a saúde humana. Mais pessoas morrem por causa dessa fumaça do que de malária - no mundo, são cerca de 4,3 milhões de mortes por ano. Isso é horrível. Na zona rural do Quênia, no entanto, as pessoas não têm outras opções. Somente 4% delas têm acesso à eletricidade.

Obter madeira suficiente para os fogões também é um enorme fardo para as mulheres, que passam muitas horas coletando e transportando a lenha. Eu quis ver isso por mim mesma, então eu acompanhei mulheres de uma vila próxima da cidade queniana de Kisumu. Pelo menos duas vezes por semana, elas reúnem madeira, deixando suas casas de madrugada e voltando ao anoitecer. Como tantas árvores próximas já foram cortadas, elas têm que andar por muitas horas.

O dia em que fui lá, viajamos mais de cinco milhas, mas elas disseram que foi uma viagem curta. O calor era intenso e nós tivemos que carregar ferramentas pesadas. As mulheres me disseram que estavam preocupadas com a forma com que a floresta tinha sido cortada. Elas se perguntaram onde elas iriam conseguir madeira no futuro.

Quando chegamos em um lugar para cortar madeira, descobrimos que é cheio de espinhos, que cortavam nossos dedos. Cada mulher corta cerca de 40 kg - o suficiente para encher duas grandes malas. Elas carregaram a madeira em suas cabeças. Eu só consegui levar cerca de um quinto do que elas normalmente carregam.

Isso me fez ver como a energia moderna é vital para a vida das pessoas. Essas mulheres são fortes e trabalham duro para cuidar e alimentar as suas famílias, mas elas precisam de novos tipos de combustível.

Felizmente, mais e mais mulheres no Quênia e em outros países estão envolvidas em soluções para esse problema, como fogões de cozimento lento - produtos locais, feitos de barro e que reduzem a poluição nas casas em até 70%. Os fogões usam 50% menos madeira, ou seja, as pessoas e o meio ambiente só têm a ganhar.

Uma das pessoas que mais apreciei conhecer durante minha viagem ao Quênia foi a Naomi, uma líder comunitária. Ela desenvolveu um fogão que dispensa fogo, que conserva madeira e reduz a fumaça. Ele mantém comida aquecida por oito horas após o cozimento, por isso, o fogo pode ser apagado para conservar a madeira.

Mesmo se deparando com muitos desafios, Naomi mantém uma visão agradável e positiva da vida. Ela compartilhou comigo a grande alegria que sente em fazer os outros rir! Eu vi que ela é muito querida e respeitada por outras mulheres na sua aldeia.

Há muitas mulheres como ela em todo o mundo: inteligentes, fortes e positivas. Nós todos nos beneficiamos quando elas compartilham a sua energia e as suas ideias, sem restrições de desigualdade de gênero. A busca por soluções ambientais é importante demais para deixar alguém de fora, e as mulheres são essenciais para encontrar essas soluções.

Eu acredito que todos nós devemos ter um sonho, não importa quais as nossas circunstâncias. As mulheres que conheci no Quênia me fizeram lembrar como é importante nunca desistir. Elas me mostraram que o empoderamento das mulheres significa empoderar a humanidade. Devemos sempre acreditar em nós mesmas e em nosso poder para fazer a diferença.

 


Loading. Please wait...

Fotos popular