Pravda.ru

Mundo

Operação aérea no nordeste brasileiro – decolam aviões uruguaios da FAU

04.11.2008
 
Operação aérea no nordeste brasileiro – decolam aviões uruguaios da FAU

Com o apoio do Cel. Mariano Rodrigo, responsável das Relações Públicas da FAU (Força Aérea Uruguaia) com escritórios na Base Aérea Aviador Juan Manuel Boizo Lanza do Camino Mendoza de Montevidéu, temos completado esta matéria que deu iniciou á partir das informações recebidas da caixa do Setor Imprensa da Embaixada do Brasil em Montevidéu que é coluna vertebral das informações que nós divulgamos neste jornal.

As manobras militares vão acontecer do dia 1° até 14 de Novembro no nordeste brasileiro, intitulada «CRUZEIRO DO SUL IV» (CRUZEX IV).

As Forças Aéreas da Argentina, Chile, França, Uruguai e Venezuela vão participar do lado do Brasil, de um importante exercício de combate aéreo conjunto da América do Sul. Como observadores apenas vão tomar parte as Forças Aéreas da Colômbia, Espanha, EUA, Paraguai e Peru.

A «CRUZEX IV» vai acontecer nos próximos dias nos Estados de Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte tendo como destaques desta vez nem pilotos só senão esses aviões que vão ser os parceiros deles nestas operações, até poderíamos dizer que tratam-se dos caras-metades.

Brasil vai contribuir com cinqüenta aviões e o resto das delegações participantes no eixo dos quarenta para desenvolverem nesse palco aéreo tão prezado para todos eles uma guerra virtual.

A Base Aérea de Natal, no Estado do Rio Grande do Norte vai ser o Comando Geral das Forças Aliadas, tendo como membros, aviões do Brasil e o resto dos países membros. Por enquanto, a Base Aérea de Fortaleza, no Estado de Ceará, vai ser sede das Forças da outra Aliança integradas pelos aviões anfitriões.

O alvo fundamental deste exercício aéreo é a treinagem das Forças participantes no planejamento de operações com países aliados, bem como treinar a FAB (Força Aérea Brasileira) para operar com uma estrutura líder de comando e controle conjunto, idênticas das que existem nas mais diversas regiões do mundo em conflitos internacionais.

Sem dúvida que assim que a «CRUZEX IV» acabar, terá conseguido um intercâmbio de experiências e confiança mutua entre os países membros desta operação aérea.

No eixo de 1800 militares brasileiros e mais 600 do resto dos países vão ficar envolvidos de um jeito direto com as operações que vão ter um grande apoio logístico, incluindo comunicação, alimentação e um Hospital Tático Flutuante com equipamentos para Pronto Socorro e cirurgias de emergência.

Confira agora os membros humanos e pássaros de aço que compõem a delegação uruguaia:

Quanto tem a ver com os aviões, decolaram nesta sexta 31 de Outubro ás 6:30 da manhã desde a Base Aérea localizada no Departamento (Estado) de Durazno, no epicentro do mapa do território uruguaio , três A-37 B Dragonfly, três IA 58 Pucará e desde a Base Aérea de Carrasco em Montevidéu, uniram-se em Durazno o Hércules C-130 B além do C-212 (Aviacar), estes dois últimos voaram como suporte da meia dúzia de aviões nomeados no texto acima e «responsáveis» das manobras.

Estes aviões iam ter três escalas antes deles chegarem em Natal: Florianópolis (SC), Rio de Janeiro (RJ) e Salvador (BA).

A delegação uruguaia tem 67 membros sob a chefia da maior hierarquia desta operação e de Operações no Uruguai por conta do Tenente-Brigadeiro-do-Ar Carlos E. Pena.

Os diferentes esquadrões estão conformados segundo a tabela a seguir:

Área de Comando e Controle. Brigadeiro-do-ar Carlos E. Pena, Teniente-Coronel-Aviador José Visconti e Coronel-Aviador Antonio C. Alarcón.

O Esquadrão Aéreo N° 1 (Ataque) – IA 58 Pucará – Teniente-Coronel-Aviador Alejandro Vilche e Major-Aviador Ruben D. Villagra.

O Esquadrão Aéreo N° 2 (Caça-bombardeiro) – A-37 B - Majores-Aviadores Renato Guido e Walter Acuña.

O Esquadrão Aéreo N° 3 (Transporte) – C-130 B e C-212 (Aviacar) – Navegante aéreo Ramiro Pose e Capitão-Aviador Pablo Martín Esteban Lado.

Os meios de imprensa só poderão fazer as coberturas da «CRUZEX IV» á partir do dia 5 de Novembro tendo se cadastrado com antecedência. A imprensa que deseje participar do evento vai ter que ganhar seu crachá entrando em contato com o Centro de Imprensa da «CRUZEX IV» completando os formulários disponíveis

Maiores informações ao dispor dos interessados no Centro de Imprensa da «CRUZEX IV» - Esplanada dos Ministérios, Bloco M – 7° andar – CEP 70045-900 – Brasília – DF – Brasil.

Ou pelo correio eletrônico: imprensa.fab@gmail.com

Fones: ++ 55 61 3966 9639 e 3966 9640 – Fax: ++ 55 61 3224 2210

O Pravda agradece o apoio do Cel. Gabriel Correa Luna pelo contato feito com o Cel. Mariano E. Rodrigo responsável de Imprensa e Comunicações da FAU quem no final veículizou as informações oficiais da Força Aérea Uruguaia de um jeito ímpar e mesmo ficando em Montevidéu, estando a par de tudo quanto aconteceu com estes esquadrões uruguaios antes de decolar.

É bom remarcar que o maior destaque da FAU, Comandante da Aeronáutica – Tenente-Brigadeiro-do-Ar (Comandante del Aire) Enrique A. Bonelli, despede-se dessa hierarquia nos próximos meses responsável de uma gestão ótima no decorrer deste período no qual o Presidente da República, Dr. Oncologista Tabaré Vázquez confiou essa responsabilidade.

Por incrível que pareça a Força Aérea Uruguaia vai dar os melhores mergulhos procurando atingir o topo...

Maiores informações da FAU e FAB, acessando os sites: www.fuerzaaereauruguaya.com

www.fab.mil.br

Correspondente PRAVDA.ru

Gustavo Espiñeira

Montevidéu – Uruguai


Loading. Please wait...

Fotos popular