Pravda.ru

Mundo

Escândalo sexual aflige os republicanos

03.10.2006
 
Escândalo sexual aflige os republicanos

 Em vésperas das eleições parlamentares  nos EUA, Partido Republicano   tenta conter o estrago político e possivelmente eleitoral  causado pelo escândalo envolvendo  ex-deputado republicano Mark Foley, acusado de enviar mensagens de conteúdo sexual para adolescentes que trabalhavam como mensageiros e assistentes no Congresso. O mais jovem deles tem 16 anos.


Foley, que fazia parte de uma comissão parlamentar contra a exploração sexual de crianças, renunciou na sexta-feira quando os e-mails se tornaram públicos, pedindo desculpas por seu comportamento.

O FBI, a polícia federal norte-americana, está investigando o caso para descobrir se alguma lei foi desrespeitada.

Outros integrantes do Partido Republicano estão sendo acusados de ter ignorado o escândalo por causa das eleições parlamentares do mês que vem. O caso Foley pode ser um ponto de virada para um eleitorado bastante desiludido com sua classe política em geral, mas a punição maior será em cima dos republicanos.


Para virar o jogo, os democratas precisam ganhar 15 cadeiras na Câmara, onde haverá renovação completa, e 6 no Senado, no qual em disputa estarão apenas 1/3.


Cada cadeira, portanto, é preciosa. Os republicanos terão é claro dificuldades para segurar a vaga de Foley na Flórida, que foi substituído na segunda-feira, mas cujo nome permanece na cédula.


Em perigo também está a cadeira de Tom Reynolds (Nova York), coordenador da campanha eleitoral republicana da Câmara que era próximo do ex-deputado em desgraça e agora é um alvo preferencial da saraivada de denúncias da oposição democrata de que o comando do partido situacionista estava mais preocupado em proteger Foley do que os adolescentes que trabalham no Congresso.


De todos os escândalos que afligem os republicanos - três dos seus deputados já foram indiciados por corrupção - o caso Foley é o mais fácil de entender. Poucas questões indignam mais eleitores com filhos do que escândalos envolvendo membros do Congresso com menores de idade e a impressão de acobertamento.


As más notícias para os republicanos não páram por aí: há fascínio com as intrigas palacianas reveladas no novo livro de Bob Woodward, circulam as últimas estimativas da inteligência pintando um quadro negativo da guerra do Iraque e persistem histórias sobre as gafes racistas de George Allen, o candidato do partido para o Senado pelo estado da Virgínia.

 
Aliás no Senado, pesquisas nos últimos dias mostram que existe uma possibilidade de reconquista do controle pela oposição democrata.


Fonte:BBC Brasil


Loading. Please wait...

Fotos popular