Pravda.ru

Mundo

Chávez reitera a Obama petição de extradição de terrorista

01.03.2009
 
Chávez reitera a Obama petição de extradição de terrorista

O presidente venezuelano Hugo Chávez reiterou hoje aos Estados Unidos a petição de extradição do terrorista Luis Posada Carriles, e do ex-presidente Carlos Andrés Pérez, que provocou os fatos sangrentos do chamado Caracaço.

Chávez considerou que o presidente estadunidense, Barack Obama, deve entregar Posada Carriles (foto), foragido da justiça venezuelana e responsável pela explosão em pleno vôo de um avião civil cubano em 1976 que custou a vida de 73 pessoas.
Em uma chamada telefônica na madrugada ao programa televisivo La Hojilla, o presidente defendeu também a entrega do ex-presidente Carlos Andrés Pérez, também protegido pelos Estados Unidos, apesar de ter contas pendentes com a justiça venezuelana.


Chávez recordou a repressão desatada na Venezuela em 27 de março de 1989, quando o povo protagonizou a rebelião denominada O Caracaço, diante das medidas econômicas tomadas pelo ex-presidente Pérez.


Há duas décadas do Caracaço -precisou- os responsáveis pela situação que levou o povo ao limite ainda não responderam às leis, como é o caso do ex-presidente.


Segundo sua opinião, as ações de 27 de fevereiro de 1989, precipitaram a insurreição cívico-militar de 4 de fevereiro de 1992, que liderou com um grupo de oficiais e militares convencidos da necessidade de mudanças no país.
O Chefe de Estado venezuelano demandou igualmente ao governo estadunidense retificar um relatório realizado pelo Departamento de Estado que acusa a Venezuela e outros países de violação dos Direitos Humanos.


"Não há que se fazer grandes esperanças com este novo governo dos Estados Unidos. Continuará sendo um império, e o império atropela os povos, esse que agora nos acusa irresponsavelmente de violar direitos humanos", sublinhou.

http://www.patrialatina.com.br/editorias.php?idprog=71a5c0514ab83382d98154e5a5f9d813&cod=3424


Loading. Please wait...

Fotos popular