Pravda.ru

Mundo

Morales declara "desastre nacional "

01.03.2007
 
Morales declara "desastre nacional "

O presidente Evo Morales, declarou quarta-feira a Bolívia em situação de desastre nacional causada pelas mais graves inundações das últimas décadas (foto), decorrentes do fenômeno “El Niño” que causaram 39 mortos e mais de 350 mil desalojados.

"Declara-se a situação de desastre nacional pela presença de efeitos climáticos adversos provocados pelo fenômeno de El Niño 2006- 2007", afirma um decreto supremo expedido pelo presidente.

O decreto presidencial autoriza o Ministério das Finanças a canalizar 50 milhões de dólares dos fundos governamentais para fazer frente às inundações .

O decreto de Morales habilita também os Ministérios do Planeamento e das Finanças a gerir o financiamento de «fontes externas de cooperação e internas», que incluem créditos do Banco Central da Bolívia.

Num prazo de 30 dias será traçado um Plano nacional de Reconstrução e Reabilitação que dará prioridade à afectação de recursos ao Departamento amazónico de Beni, o mais afectado.

Cerca de 23 mil reses afogaram-se nesta região predominantemente ganadeira, onde há 17 mil famílias desalojadas.

O nível da água que rodeia a via de circunvalação que protege a cidade de Trinidad, capital de Benim, ultrapassou segunda-feira a altura registada na inundação de 1992.

«A situação é muito dramática», disse Morales numa conferência de imprensa em La Paz depois de percorrer de helicóptero uma vasta região do Leste do país ainda submersa.

«Há casas em áreas rurais onde nem sequer pode aterrar um helicóptero para levar alimentos e medicamentos», salientou Morales.

 Fonte: Diário de Notícias 


Loading. Please wait...

Fotos popular