Pravda.ru

Desporto

Copa 2014 - Orlando Silva: Trabalho tem avançado

30.09.2011
 

Copa 2014 -  Orlando Silva: Trabalho tem avançado. 15711.jpegO trabalho tem avançado, e temos consciência da responsabilidade e do que ainda tem que ser feito para o sucesso da Copa -  Em entrevista ao programa Bom Dia, Ministro desta quinta-feira (29), o ministro do Esporte, Orlando Silva fez um balanço da preparação do País para a realização da Copa do Mundo de 2014. Leia abaixo trechos da entrevista, editada pelo Em Questão.

Responsabilidades

O Brasil não é uma República unitária, um estado unitário. É uma Federação. Numa Federação, você tem entes governamentais com papéis diferentes. Tem temas que são específicos da cidade, que são próprios dos estados e que são de responsabilidade do governo federal. Por isso, o que há é um compartilhamento de responsabilidades. Assinamos a chamada matriz de responsabilidade, definindo o papel de cada ente no projeto de 2014. Por isso acredito que não é simples, porque é um trabalho realizado por muitas mãos: são 12 governos estaduais, 11 prefeituras municipais, vários ministérios atuando, o setor privado, empresários, a Fifa, o Comitê Organizador. O trabalho tem avançado e temos consciência da responsabilidade e do que ainda tem que ser feito para o sucesso da Copa. 

Lei-Geral da Copa

A Lei-Geral da Copa é um projeto que consolida garantias governamentais que o governo do Brasil se comprometeu de efetivar com a Fifa, quando da conquista do mundial de 2014. São temas importantes para a organização, diz respeito à proteção de marca, de produtos da Fifa, de acesso a vistos para todos aqueles que virão ao Brasil, não apenas os dirigentes e organizadores do mundial, mas profissionais que virão trabalhar durante o mundial, os visitantes, que esperamos que sejam 600 mil. É uma lei muito detalhada e temos convicção que vai consolidar os compromissos que o Brasil firmou com a Fifa. O Projeto de Lei, neste momento, está sendo examinado no Congresso Nacional, que vai discuti-lo, aperfeiçoá-lo, e espero que ainda, em 2011, possamos ter essa lei aprovada, o que vai concluir os compromissos do Brasil com a Fifa.

Obras

Hoje temos obras nos 12 estádios. Até o final de 2012, teremos nove estádios prontos. Até o final de 2013, os demais estarão prontos. Aeroportos, que são 33 projetos de intervenção, para aumentar a capacidade, que, na verdade, é a necessidade do Brasil de hoje. Não é nem para a Copa, é para hoje, pelo crescimento de demanda nos aeroportos brasileiros. Portos, há melhoria em sete, terminais turísticos de cidades que têm portos importantes, com potencial turístico importante e a melhoria do transporte, mobilidade urbana. O nível de execução é desigual de cidade a cidade. Mas o avanço tem acontecido em todas elas. 

Abertura da Copa

A abertura da Copa é um momento que reúne o maior número de chefes de estado. Temas como aeroporto para a aviação geral, a aviação executiva e hotéis são critérios centrais para a cidade da abertura da Copa. A Fifa deve ter critérios técnicos e objetivos. São quatro cidades (concorrentes): Salvador, Brasília, São Paulo e Belo Horizonte.

Consumo de bebidas

A proibição de consumo de bebidas alcoólicas no Brasil é fruto de um regulamento de competições da CBF. Não é a lei, exatamente, que proíbe. Isso se aplica ao torneio nacional, ao Campeonato Brasileiro. Onde há lei estadual, deverá ser feita uma discussão com o estado. E há uma demanda da Fifa com relação a esse assunto, (pois) o Mundial tem compromissos com patrocinadores.

Meia-entrada

Houve um debate se o projeto de lei que o governo enviou ao Congresso Nacional restringia meia-entrada. Não há lei federal que verse sobre meia-entrada, portanto, não teria como tratar do assunto. Se o Congresso do Brasil intervier em leis estaduais poderia criar uma crise institucional. Portanto, será um tema tratado com os estados.

Investimentos integrados

Nos Jogos Olímpicos, o futebol acontece não apenas no Rio, mas também nas cidades de São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Salvador. Portanto, essas arenas serão úteis na Copa e nos Jogos Olímpicos. O planejamento que está em execução para a Copa do Mundo já leva em conta a necessidade do País para os Jogos Olímpicos. Há uma sinergia, um esforço comum, para que possamos potencializar a utilização dos recursos públicos, investindo e melhorando a infraestrutura e servindo aos dois grandes eventos.

O programa é transmitido ao vivo pela TV NBR e pode ser acompanhado na página da Secretaria de Imprensa da Presidência da República.(www.imprensa.planalto.gov.br)

 


Loading. Please wait...

Fotos popular